Wagner participou de acordo que adiou votação da reforma da Previdência, diz coluna

Petista esteve em jantar na casa de Davi Alcolumbre, presidente do Senado; foram excluídos Simone Tebet, presidente da CCJ, e Tasso Jereissati, relator da proposta

A convite de Davi Alcolumbre (DEM-AP), o senador Jaques Wagner (PT) participou de um jantar que selou acordo para adiar de terça (24) para esta quarta-feira (25) o início do primeiro turno de votação da reforma da Previdência no Senado.

Simone Tebet Tebet (MDB-MS), presidente da CCJ, e Tasso Jereissati  (PSDB-CE), relator da reforma da Previdência no Senado, foram excluídos do encontro, de acordo com a publicação.

Marcaram presença pelo menos 25 senadores, de todas as cores partidárias, entre eles Eduardo Braga (MDB-AM).

Conforme a coluna, a costura com a turma da chamada “velha política”, mais uma vez, desagradou a aliados de primeira hora de Alcolumbre.

Foi a gota d’água para Simone e Tasso Jereissati, que tocam a reforma. Ambos confessaram a interlocutores que não manterão o mesmo apoio ao presidente do Senado.

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios