EsportesFlash

Vitória vence em jogo tumultuado e empurra a Ponte Preta para a Série B

Com placar de 3 a 2, o Vitória somou dois gols de Tréllez e um de André Lima, levando o Leão a levantar a torcida rubro-negro

Jogadores do Vitória comemoram gol antes da confusão com a torcida da Ponte Preta.

O Vitória venceu a Ponte Preta de virada neste domingo, 26, no Moisés Lucarelli, em Campinas, pelo placar de 3 a 2. Com dois gols de Tréllez e um de André Lima, o Leão conseguiu um importante triunfo que pode garantir a permanência do time na Série A na última rodada.

Com a vitória e o tropeço do Coritiba contra o São Paulo, o Rubro-negro baiano subiu para a 15° colocação e tem 43 pontos. Agora, só depende de uma vitória simples no próximo domingo contra o Flamengo, no Barradão, para não ser rebaixado.

A expectativa era a volta da Willian Farias, que chegou a aparecer na escalação divulgada antes do jogo. Entretanto, o técnico Mancini teve que mudar de planos. Farias, que não jogava desde julho no triunfo sobre o Atlético GO, sentiu a lesão no aquecimento e acabou sendo trocado pelo zagueiro Ramon.

Muios lances polêmicos.

A Ponte Preta começou a partida pressionando o Vitória e logo aos seis minutos abriu o placar. Após cruzamento feito na esquerda pelo meia Danilo Barcelos, Lucca chutou cruzado e contou com o desvio no zagueiro Wallace para fazer 1 a 0. A Macaca continuou pressionando o Leão e aos 15 minutos marcou o segundo.

Outro cruzamento na área e, neste lance, o capitão Wallace, que desviou a bola no primeiro gol, puxou o meia Léo Artur dentro da área e o assistente marcou pênalti.

Cobrança perfeita de Danilo Barcelos, goleiro para um lado, bola para o outro.

Expulsão muda jogo 

Entretanto, aos 19 minutos, um lance acabaria por mudar a história do jogo. O time mandante perdeu o zagueiro Rodrigo, expulso após provocar o atacante colombiano Tréllez em lance fora da disputa de bola.

Mesmo com um jogador a mais, o Vitória ainda tentou algumas vezes com Tréllez, Neilton e David, mas mesmo com o domínio do jogo, pouco assustou a Ponte até o final da primeira etapa.

Precisando vencer, o Leão foi para cima no segundo tempo. O Vitória voltou tocando mais a bola e com a entrada de Danilinho no lugar de Neilton, conseguiu o empate em apenas 15 minutos da segunda etapa.

Aos 12 minutos, Danilinho desviou a bola e André Lima livre, marcou o primeiro de cabeça. Três minutos depois, veio o gol do empate. Tréllez arriscou chute de fora da área e contou com o desvio no zagueiro Luan Peres para encobrir o goleiro Aranha e marcar um belo gol.

Depois do empate, o Leão não se acalmou. Continuou buscando os três pontos até que, aos 36 minutos, uma tabelinha entre Tréllez e Danilinho resultou em mais um gol do artilheiro colombiano. Logo após o gol da virada, a torcida da Ponte Preta invadiu o campo e iniciou uma série de cenas lamentáveis devido ao rebaixamento do time. O jogo foi paralisado e terminou aos 38 minutos do segundo tempo.

Para a decisão contra o Flamengo no Barradão, no domingo, o Leão não contará com Geferson, Tréllez e Wallace, que tomaram o terceiro cartão amarelo e estão suspensos. David e Willian Farias, com lesões, são dúvidas.

Presidente afastado pode sofrer impeachment

Além da decisão no campo, o Vitória também vive um momento de definição na sua direção. No último sábado, o Conselho Deliberativo do clube decidiu por unanimidade pela instauração do processo de investigação do presidente licenciado Ivã de Almeida, o que pode resultar no seu impeachment. Ivã é acusado de gestão temerária. O relatório será submetido à votação dos sócios na próxima Assembleia Geral Extraordinária, no dia 16 de dezembro. (Fonte: atarde.com)

Salvador do Paraguaçu

Salvador do Paraguaçu ou Salvador Roger Pereira de Souza, é jornalista editor fundador do periódico O Paraguaçu em circulação desde 1976. Solteiro (divorciado) é um ambientalista dedicado em defesa do Rio Paraguaçu. Para tanto criou a ONG Fundação Paraguaçu, com a qual promove o Projeto Cariangó, que tem por meta o plantio de 1.0 milhão de árvores nativas na região do médio Paraguaçu e Chapada Diamantina. O projeto conta com a participação de empreendedores, muitos voluntários e recebe apoio da Fundação Interamericana - IAF, que firmou o convênio BR-898 com a doação de U$49.0 mil dólares, em apoio a etapa inicial da meta de 1.0 milhão de árvores a serem plantadas em cinco anos. O ano inicial é 2016.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *