Uber: Motoristas mulheres agora podem aceitar corridas apenas de outras mulheres

A Uber vai permitir que motoristas mulheres escolham levar só passageiras do gênero feminino em suas viagens. A iniciativa se chama “Elas na Direção” e propõe estimular que mais mulheres se tornem motoristas da plataforma. Com isso, é possível escolher se quer pegar somente passageiras do sexo feminino, dando mais segurança ao trabalho. O Brasil será pioneiro no programa, sendo que os testes começam já em Campinas, Curitiba e Fortaleza, e o projeto deve ser expandido para outras regiões em 2020. Segundo a diretora-geral da Uber no Brasil, Cláudia Woods, atualmente mulheres correspondem a apenas 6% de todos motoristas da Uber no país. “Analisando a base de motoristas cadastrados na plataforma, vimos que existe uma grande diferença entre o número de homens e mulheres que, de fato, aproveitam essa oportunidade para gerar renda”, disse em comunicado. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Ao se inscreverem, as motoristas podem acionar a opção U-Elas. Assim, caso haja a demanda por um passageiro homem, ela pode cancelar a corrida sob a justificativa de participar do programa. Caso não haja demanda, também é possível desligar a opção. Motoristas podem escolher se querem ou não pegar somente mulheres (Foto: Divulgação/Uber)E como a novidade aceita quem se identifica como mulher, claro que o grupo abrange também as transexuais. Segundo a própria diretora, isso permite que elas se sintam mais à vontade para trabalhar. “Os motivos [para a escassez de mulheres] são os mais diversos, desde a falta de conhecimento sobre o que é preciso para se cadastrar, passando pela falta de visibilidade sobre os ganhos potenciais e até os desafios de segurança que a nossa sociedade impõe”, explica Woods. A plataforma foi criada em parceria com a Rede Mulher Empreendedora. Outras iniciativas Também para estimular a entrada de mulheres no serviço, a Uber está lançamento uma plataforma de educação com on-line sobre empoderamento pessoal e econômico, desenvolvidos em parceria com a Iniciativas Empreendedoras, a Rede Mulher Empreendedora e a economista Gabriela Mendes, fundadora da NoFront – Empoderamento Financeiro. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Que vantagens o Moto G8 Plus tem sobre o G7 Plus? OS PODEROSOS | Mi 9 Lite, Mi 9T e Mi 9T Pro a partir de R$ 1565 em 10x sem juros NASA comemora sucesso de experimento em Marte com selfie do rover Curiosity Zap Zap: 5 funções do app que não são encontradas no WhatsApp Modo sem fio do Android Auto chega ao Brasil em expansão da Google

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios