Tribunal Regional Eleitoral aprovou, por unanimidade, a candidatura de Dinho Campos em Boa Vista do Tupim

Dinho Campos e Léo Satélite são confirmados candidatos com a força do Acórdão do TRE.
Dinho Campos e Léo Satélite são confirmados candidatos com a força do Acórdão do TRE.

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia – TRE decidiu por unanimidade, no final da tarde desta quarta-feira, 21/09, pela aprovação do registro do candidato a prefeito Helder Lopes Campos (PSDB), o popular Dinho, do município de Boa Vista do Tupim. A decisão da 2ª Instância da Justiça Eleitoral joga por terra as tentativas de perseguição do prefeito Gidú Passos Trabuco, contra a candidatura do PSDB, que vem liderando a disputa eleitoral no município, desmontando a proposta de reeleição do alcaide, muito criticado pela população, que passou a chama-lo de “João Gogó”, o contumaz falastrão.

A nova sentença favorável ao candidato Dinho, é um Acórdão do TRE, aprovado pela unanimidade do plenário do tribunal e publicado pelos desembargadores Mario Alberto Simões Hirs, presidente do tribunal; Fábio Alessandro Costa Barros, juiz relator e Ruy Nestor Bastos Melo, procurador regional eleitoral.

Recurso desprovido

Acórdão do TRE sacramentoui a candidatura de Dinho Campos.
Acórdão do TRE sacramentou a candidatura de Dinho Campos.

O Acórdão teve como juíza relatora, a desembargadora Patrícia Cerqueira Kertzman Szporer, que colocou em descrédito o recurso da advogada de Gidú, a sua irmã, Andréa Geisa Passos Trabuco, que insistiu na tese da ilegalidade dos DRAPS de registro das candidaturas de Dinho Campos (PSDB) e Léo Satélite (PMDB) e dos vereadores da coligação “Boa Vista que Queremos”. Assim sentenciou a magistrada: “Nega-se provimento ao recurso, mantendo o deferimento do DRAP apresentado pela coligação recorrida, vez que a falha na apresentação de DRAP único consubstanciou-se em equivoco que, devidamente sanado ainda na instancia originária, não violou as deliberações partidárias”.

O pleno do tribunal, ao apreciar a matéria, considerou também o recurso de Gidu “desprovido”, mantendo o registro da candidatura de Dinho, do seu vice e de todos os candidatos a vereadores, mediante a seguinte decisão: “Acordam os juízes do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia, à unanimidade, INACOLHER AS PRELIMINARES e, no Mérito, NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO, nos termos do voto do juiz relator…”.

“Esse foi mais um golpe de misericórdia sobre os malfadados adversários que, seguindo a mentalidade medíocre do prefeito do PT, tentam vencer a eleição no tapetão”, observou o ex-vereador e candidato ao legislativo, João Itajair Alves de Aragão, o popular Tau (PDT N° 12.345). Ele ponderou que, “quem elege é o povão e, desta vez, o povo pede a volta do nosso querido Coroné”.  Depois dessa eleição, o “Gidu Gogó” deixará a prefeitura como político desqualificado e desprezado pelo povo de Boa Vista do Tupim”, profetizou o candidato a vereador Tau.

O candidato a vereador João Itajair: o povo quer o bota fora João Gogó.
O candidato a vereador João Itajair: o povo quer o bota fora João Gogó.

 

A advogada Roberta Santos de Oliveira e o jurista Mauricio Oliveira Campos do Escritório Ubiraney Advocacia, fizeram a defesa de Dinho junto ao TRE.
A advogada Roberta Santos de Oliveira e o jurista Mauricio Oliveira Campos do escritório Ubiraney Advocacia, fizeram a defesa de Dinho junto ao TRE.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios