Sindicalistas denunciam o prefeito Gidú Trabuco, do PT, como maior perseguidor dos servidores municipais

Adauto e Marinalva são vitimas de perseguições do prefeito do PT
Adauto e Marinalva são vitimas das perseguições do prefeito do PT

Os servidores públicos municipais de Boa Vista do Tupim são os únicos da Bahia, nos últimos quatro anos, que nunca receberam aumento da prefeitura.  Nos demais municípios da Chapada Diamantina e da Bahia, os servidores municipais têm recebido aumentos neste período, independente dos reajustes do salário mínimo. Mas, para o prefeito Gidu Passos Trabuco, do PT, “o município não dialoga nem negocia com sindicatos ou sindicalistas”. É o que revela o técnico de enfermagem e sindicalista, Adauto Pereira Rocha, presidente licenciado do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Boa Vista do Tupim. “Esse prefeito é o maior perseguidor dos trabalhadores municipais. È um ser perverso e ignorante”, afirmou Adauto em entrevista exclusiva ao O Paraguaçu.

Técnico de enfermagem concursado do município, Adauto conta que deu tudo de si, para ajudar a eleger Gidu para o cargo de prefeito, nas eleições de 2012. “Dediquei todas as minhas forças, orientei novos eleitores a fazer títulos, ajudei ao povo, fiz de tudo pra eleger esse prefeito, mas ele não reconheceu”, lamenta o sindicalista, recordando que passado o processo eleitoral “esse rapaz tornou-se muito difícil, os telefones fixos não atendiam mais as pessoas. Quando agente ligava pra ele, alguém atendia e dizia: tá no volante, tá dormindo. Nunca retornava as ligações nos celulares”.

Perseguição

Hoje, em Boa Vista do Tupim, um técnico de enfermagem recebe igual ao salário mínimo dos garis, apenas R$800,00. “Uma verdadeira humilhação” denunciam os sindicalistas, Adauto e Marinalva Costa Freitas, atual secretária sindical.  “O que esse prefeito fez foi reduzir os nossos salários”. Conta Adauto, que ao saber de suas criticas, o prefeito Trabuco proibiu seu acesso ao hospital municipal. “Eu e Marinalva, a secretária, e outros servidores sindicalizados, fomos impedidos de trabalhar no hospital. Chegou ao ponto de impedir que entrasse no hospital. Tivemos então que entrar na justiça para fazer valer nossos direitos de servidor concursado para a vaga hospitalar.

Marinalva denuncia que também foi muito perseguida pelo prefeito, que chegou ao ponto de mover ação na justiça, pedindo reparação por danos morais sofridos na função de técnica de enfermagem.

“Hoje a saúde de Boa vista do Tupim está na UTI”, denunciam os dois sindicalistas. Nas gestões de Dinho e Hiram, eram realizados os procedimentos de endoscopia,  exames de laboratoriais de rotina, pequenas cirurgias, e casa de apoio para atendimentos em Salvador. Havia transporte para os pacientes em viagens de todos os povoados, distritos e assentamentos. Isso tudo, esse Trabuco enferrujado acabou, arrastando os serviços de saúde para o caos total”.

A sindicalista Marinalva empunha o V da vitória a favor da eleição de Dinho Campos
A sindicalista Marinalva empunha o V da vitória a favor da eleição de Dinho Campos.
Adauto vem defendendo a eleição de Dinho, junto a todos os servidores municipais.
Adauto vem defendendo a eleição de Dinho, junto a todos os servidores municipais.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios