Seabra cria órgão para gestão autônoma do transito de veículos

O TRANSEA vai fiscalizar, sinalizar e organizar o transito no município

Seabra cresceu com um transito caótico, que agora será organizado.

A cidade de Seabra ganhou seu órgão para gestão do transito urbano, com a criação do  Departamento Municipal de Trânsito de Seabra (TRANSEA).  A Lei nº 598 foi aprovado pela Câmara de Vereadores, sendo sancionada pelo prefeito Fabio Miranda de Oliveira sancionou  no dia 11 de maio.

O TRANSEA está vinculado à Secretaria Municipal de Transportes, tendo por finalidade de cumprir e fazer cumprir a legislação e as normas de transito, além de promover a organizar o transito no município, dentre outras atribuições previstas.  A mesma lei criou os cargos de Chefe/Diretor Geral de Divisão de Trânsito, um de Coordenador de Engenharia, Sinalização, Fiscalização, Tráfego e Administração;  um de Coordenador de Educação de Trânsito, Controle e Análise de Estatística de Trânsito, além de dez de Agente de Trânsito e oito de Auxiliares Administrativos.

O prefeito Fábio Lago Sul quer organizar o transito da cidade.

Com o TRANSEA foi criada a  Junta Administrativa de Recursos de Infrações  (JARI) que será composta por Três membros titulares e respectivos suplentes, a qual será responsável pelo julgamento de recursos interpostos contra as penalidades impostas pelo TRANSEA, na esfera de sua competência. Os cargos criados passam a integrar a estrutura organizacional do Município, inclusive para efeito de concessão de vantagens e vinculação ao plano de cargos e salários dos servidores públicos municipais.

Conta nova para a população

A organização do transito da cidade vai gerar um novo custo a ser pago pela população seabrense, desacostumada aos rigores do transito organizado. A criação do TRANSEA vai gerar uma nova fonte de arrecadação para a prefeitura, a partir das multas que serão aplicada aos motoristas desavisados.

Setores  da administração projetam para breves dias a montagem de rede de câmaras de segurança por toda a cidade, cujo fim maior é flagrar carros maus estacionados e infrações de transito nas sinaleiras e vias públicas, com a aplicação de pesadas multas. podendo ocorrer até mesmo a apreensão do veiculo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios