Polícia

PRF apreende 44 comprimidos de “rebites” em Itaberaba/BA

Agentes da PRF flagraram o contra bando.

No início da noite ontem (29), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou uma fiscalização na BR 242, em Itaberaba/BA, para coibir o uso e a posse de drogas por motoristas profissionais. Os trabalhos começaram no início da noite e foram até a madrugada, resultando na apreensão de 44 comprimidos de “rebites”, substância originalmente produzida como supressor de apetite, mas que é utilizado por motoristas como inibidor de sono. A substância que compõe o medicamento tem a produção e a comercialização proibidas no Brasil desde 2011.

Os cinco condutores foram flagrados entre 17h40 e 22h30, com cartelas inteiras, algumas faltando comprimidos, que possivelmente foram consumidos antes da abordagem. Um dos motoristas declarou para os PRFs que é usuário do medicamento, há mais de 10 anos e que costuma fazer uso de 2 a 3 comprimidos por noite.

Além disso as equipes encontraram com um dos condutores um revólver calibre .38 carregado com cinco munições e mais oito sobressalentes. O homem, que não possuía porte para arma de fogo, informou que a adquiriu com um suposto motoboy do município de Feira de Santana/BA.

As ocorrências foram encaminhadas para a delegacia de polícia judiciária local. ( Fonte: PRF. )

Salvador do Paraguaçu

Salvador do Paraguaçu ou Salvador Roger Pereira de Souza, é jornalista editor fundador do periódico O Paraguaçu em circulação desde 1976. Solteiro (divorciado) é um ambientalista dedicado em defesa do Rio Paraguaçu. Para tanto criou a ONG Fundação Paraguaçu, com a qual promove o Projeto Cariangó, que tem por meta o plantio de 1.0 milhão de árvores nativas na região do médio Paraguaçu e Chapada Diamantina. O projeto conta com a participação de empreendedores, muitos voluntários e recebe apoio da Fundação Interamericana - IAF, que firmou o convênio BR-898 com a doação de U$49.0 mil dólares, em apoio a etapa inicial da meta de 1.0 milhão de árvores a serem plantadas em cinco anos. O ano inicial é 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *