Prefeito persegue servidoras e deixa desamparada anciã doente de 80 anos em Nova Itarana

Apesar dos seus sofridos 80 anos, Dona Zenaide tem que ficar sozinha pois as filhas Elizabete e Lindaci, são obrigadas a trabalhar fora da cidade.
Apesar dos seus sofridos 80 anos, Dona Zenaide tem que ficar sozinha pois as filhas Elizabete e Lindaci, são obrigadas a trabalhar fora da cidade.

Sozinha em seu lar, todos os dias úteis da semana, Dona Maria Zenaide Braga, uma anciã que completará 80 anos, se sente aflita e desamparada, pois, sofrendo de artrose crônica dolorida nas mãos e outros males, não pode contar com o amparo das duas únicas filhas. Isto por que, o atual prefeito Antônio Dannilo Italiano de Almeida (PSD), conhecido por Danilo de Zéu, transferiu das escolas da cidade as duas auxiliares de serviços gerais, concursadas efetivas, Elizabete Rocha Braga e Lindaci Costa Braga, para trabalhar no Distrito Quilômetro 100, impedindo que elas cuidem da mãe idosa que fica em casa sozinha. “É muita maldade o que estão fazendo com minhas filhas e comigo também, que fico em casa sozinha, sofrendo dores, sem poder fazer nada”, lamenta Dona Zenaide, mostrando suas mãos com os dedos entrevados pela artrose crônica.

Triste e dorida, Dona Zenaide se sente excluída e desamparada pela Prefeitura.
Triste e dorida, Dona Zenaide se sente excluída e desamparada pela Prefeitura.

Maldade

“È muita maldade no coração desse prefeito, fazer isso com a gente e deixar desamparada a minha mãe”, bradou Elizabete Rocha, aos gritos, na porta da Câmara de Vereadores de Nova Itarana. “Esse não é um prefeito, é um carrasco, é um monstro”, reagiu revoltada com o que chamou de “perseguição desumana”, a atitude do prefeito em obriga-la a trabalhar no Quilometro 100. Ela, que é concursada desde 2010, e a outra irmã, pelo fato de terem votado no candidato a prefeito da oposição.

Lamentando o que chama de "injustiça, a filha Lindaci, apresenta o Relatório Médico confirmando o grave estado de saúde da mãe.
Lamentando o que chama de “injustiça”, a filha Lindaci, apresenta o Relatório Médico confirmando o grave estado de saúde da mãe.

Mesmo apresentando um Relatório Médico comprovando o estado de dependência da mãe, que sofre de várias enfermidades, o prefeito Danilo de Zéu “não deu a mínima importância” e mantem as duas irmãs trabalhado diariamente no distrito a 40 km de distancia. Conforme o relatório assinado pela médica Raiza Rodriguez Rios, que atende no PSF da cidade, a idosa Dona Zenaide sofre de vários males como, a Polineuropatia Desmielinizante, uma doença que afeta a coordenação motora, causando a perda de movimentos relacionados a uma inflamação de múltiplos nervos; além de Hipertensão Arterial e Artrite Reumatóide, uma doença inflamatória crónica que exige cuidados e aplicação diária de medicamentos.

Perseguição

Todos os dias, de segunda a sexta-feira, as duas irmãs Elizabete e Lindaci, são obrigadas bem cedo, a estarem na beira da estrada pagando o transporte ou pedindo carona, para chegar ao trabalho no horário, sob a ameaça de inquérito administrativo e desemprego. “A maldade do prefeito é tão grande que ele não dá transporte nem a alimentação pra gente”, denuncia Lindaci, que trabalha efetivada na prefeitura desde 2001.

Na porta de casa, as irmãs perseguidas esperam por justiça.
Na porta de casa, esperançosas, as irmãs perseguidas aguardam por justiça.

Além das duas irmãs, também vem sendo perseguida a servidora Maria Barbara Oliveira de Souza, auxiliar de serviços gerais, que se vê obrigada a trabalhar no Quilometro 100, por mera perseguição politica.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios