População protesta contra a falta de água do Rio Utinga, que está secando por excessos da irrigação

Agricultores e moradores bloqueiam a BR-242, contra a seca do Rio Utinga.
Agricultores e moradores bloqueiam a BR-242, contra a seca do Rio Utinga.

A situação é de seca e caos total em meio a população situada entre os municípios de Lençóis, Lajedinho e parte sul de Wagner, onde o rio vem desaparecendo, secando, deixando sem água para consumo humano e animal milhares de famílias e agricultores familiares que margeiam o rio até a foz com o Rio Santo Antônio, os dois mais importantes afluentes do Rio Paraguaçu. “Estamos sofrendo muito, sem água pra beber nem dar pros animais”, disse um tanto desesperado, o agricultor familiar José Rodrigues, presidente da Associação dos Agricultores do Assentamento Padre Cícero, próximo ao povoado de São José, parte do território de Wagner. Nesta área, há 30 km da nascente do Rio Utinga, seu leito está totalmente seco, colocando em risco a perenidade do Rio Paraguaçu.

Vidas em risco

Leito do Rio Utinga totalmente seco na passagem do povoado de São José, no km 3038, da BR.242.
Leito do Rio Utinga totalmente seco na passagem do povoado de São José, no km 3038, da BR.242.

“Nasci e me criei aqui e nunca vi esse rio secar e agora estamos vendo ele morrer por irresponsabilidade do plantio e irrigação de muita banana nos municípios de Utinga e Wagner”, protestou Seu José, informando que o povo tem sido socorrido por carro pipa, enquanto os peixes e animais estão morrendo de sede.

Articulador do Movimento SOS Semiárido e agricultor, Nildenor, que na manhã deste domingo, 19, esteve reunido coma várias entidades e representações dos agricultores no Centro Cultural da comunidade de Tanquinho de Lençóis, disse que “é preciso controlar a irrigação desordenada no alto do rio, para que todos a baixo possam também beber, plantar e colher”. Ele informa que o movimento encaminhou abaixo assinado ao governador Ruy Costa pedindo providências para que seja regularizada a vazão do Rio Utinga, pois “existem muitas vidas em risco”.

Protesto e prisão na BR-242

Revoltados diante da falta de água pra beber e suas pequenas lavouras irrigadas morrendo por causa da seca desastrosa do Rio Utinga, os moradores do povoado de São José e as famílias assentadas da agrovila Padre Cicero, do Incra, realizaram intenso protesto na terça-feira, 14, bloqueando na altura do km 308, da BR-242, local onde existe uma ponte sobre o leito do rio. Neste trecho o rio secou há mais de 10 dias, gerando um grave conflito humano, com sérios danos para a fauna e flora, colocando em risco a sobrevivência do Rio Paraguaçu. “A partir do “Pega” o rio não corre mais, alerta José Rodrigues, queixando-se que já perdeu mais de 50 mil pés de tomate.

O protesto foi desfeito pela Policia Especial CIPE e patrulheiros rodoviário federais, com disparos de tiros e bombas de feito moral.
O protesto foi desfeito pela Policia Especial CIPE e patrulheiros rodoviário federais, com disparos de tiros e bombas de feito moral.

Durante o protesto houve choque entre policiais da CIPE e da Policia Rodoviária Federal, com lançamento de bombas de efeito moral e até disparos de armas de grosso caibre, conforme cápsulas que foram apresentadas pelos moradores no momento da ocorrência. Conta o agricultor Maximinio que a polícia prendeu o jovem estudante Mauricio, 20 anos, que para ser solto “foi preciso a gente se juntar numa comunidade muito pobre e recolher a contribuições para pagar a fiança de R$2.8 mil”.  Ele considerou o fato uma injustiça contra a comunidade, “pois rapaz estava defendendo os direitos do povo e o foi isso que as autoridades fizeram, pender uma vítima e não resolver o problema  a falta de água em nossas vidas”.

Os agricultores familiares, José Rodrigues, Maximino e Edivaldo, reclamam da seca do rio no povoado de São José.
Os agricultores familiares, José Rodrigues, Maximino e Edivaldo, reclamam da seca do rio no povoado de São José.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios