Médicos itaberabenses em parceria com a UFBA E FIOCRUZ, registram experiência científica no tratamento da doença de Chagas

Jornal de referência cientifica internacional.

Um Artigo Científico publicado no International Journal of Infectious Diseases demonstra o sucesso de uma experiência cientifica sobre tratamento etiológico da doença de Chagas, tendo como executores  os médicos Dr.Benelson Carvalho, Dra.Juliana Carvalho e Dr. Edmundo Câmara, especialistas integrantes da equipe Climecar – Clinica Médica e Cardiológica sediada em Itaberaba-Ba. A experiência contou com a participação de cientistas da FIOCRUZ-Ba e da Universidade Federal da Bahia – UFBA.

O estudo apresentado pelo artigo publicado no mais importante revista internacional da medicina, avalia a eficácia da terapia com o benzonidazol em pacientes crônicos com doença de Chagas. O objetivo é medir o impacto da droga na resposta imune do paciente, comparando com os aspectos laboratoriais usados para a avaliação de cura na fase crônica da doença.

Doze anos de pesquisa

Última edição em Inglês com novos artigos científicos.

Descreve o cardiologista Benelson Guimarães que nesses últimos doze anos foi realizado o tratamento etiológico da doença de Chagas com o uso do Benzonidazol e acompanhamento clínico, ECG, ECO, e exames laboratoriais. “Sabemos que hoje existem seis a sete milhões de pessoas no mundo portadora da doença de Chagas, causando dez mil mortes por ano” cita o cardiologista, descrevendo que na pesquisa,”passamos a solicitar nesses doze anos a imunofluorescência para Chagas como exame de rotina para todos os pacientes que procuravam a Climecar para atendimento. Constatamos várias pessoas portadoras da doença de Chagas assintomáticas. Iniciamos o tratamento e acompanhamento”.

O trabalho cientifico foi apresentado pela Drª Juliana Carvalho durante o Congresso Nacional de Cardiologia, no Rio de Janeiro, em setembro de 2013. Em estudo recente através da Universidade Federal da Bahia, Fiocruz e Climecar, onde  Dr. Manoel Barral Netto (FIOCRUZ), Dr. Edmundo Camara (UFBA/Climecar), Dr. Benelson Carvalho, Dra.Juliana Carvalho   (Climecar) e outros colaboradores, pesquisaram varias citocinas e quimiocinas na fase cardíaca, indeterminada e crônica da doença de Chagas em pacientes tratados com Benzonidazol, versos aqueles não tratados, e,  simultaneamente, investigou-se a função miocárdica nessa população com Doppler tecidual.

Plenária de congresso cientifico na América Latina.

Descreve o Artigo Cientifico publicado, que “os pacientes tratados com Benzonidazol, teve aumento dos níveis plasmáticos de IL-17 (uma citocina relacionada com a melhora da função cardíaca) e função miocárdica preservada. Dessa forma níveis aumentados de IL-17, um fator de proteção juntamente com melhor função miocárdica, reforçaram a ideia do  efeito benéfico do Benzonidazol no tratamento da doença de Chagas, melhorando o processo inflamatório e preservando a função ventricular”.

Acesse aqui a íntegra do Artigo Cientifico (em Inglês) 

 

 

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios