“La Catrina”: chefona do tráfico que ostentava armas de ouro é morta

María Guadalupe López Esquivel, conhecida como “La Catrina”, de 21 anos, foi morta na última sexta-feira (10/01) após um confronto entre o cartel Nueva Generación (Nova Geração), de Jalisco, com o Exército, a Guarda Nacional e a polícia do estado de Michoacán, no México.
A chefe do narcotráfico foi baleada no pescoço e foi socorrida para o hospital, mas não resistiu. A criminosa ostentava nas redes sociais dólares e armas feitas com ouro.
Iaçu Notícias
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios