Jaques Wagner, do PT, e Ângelo Coronel, do PSD, são os novos senadores eleitos pela Bahia

(Foto: Agência Senado – Carol Garcia/GOVBA)

Com 100% das seções apuradas na Bahia, Jaques Wagner (PT) e Ângelo Coronel (PSD) são os escolhidos nas urnas para representar a Bahia no Senado Federal. O ex-governador e o presidente da Assembleia Legislativa contabilizam mais que o dobro dos votos de Irmão Lázaro (PSC), o adversário mais próximo na disputa por uma das duas vagas.

Membros da mesma coligação liderada pelo governador reeleito Rui Costa, Wagner tem 35,62% dos votos válidos (4.122.287) e Coronel 32,86% (3.802.690 votos). O cantor gospel Irmão Lázaro foi a preferência de 15,45% dos eleitores (1.788.155 votos).

Os demais candidatos ao senado pela Bahia, alcançaram os seguintes resultados nas urnas: Jutahy Magalhaes Junior, PSDB, 7,96%, 948.541 votos; Comandante Rangel, PSL, 4,85%, 577.645 votos; Fabio Nogueira, PSOL, 1,39%, 165.705 votos; Jorge Vianna, MDB, 0,51%, 60.907 votos; Francisco José, REDE, 0,37%, 44.524 votos; Celsinho Cotrim, PRTB, 0,34%, 41.055 votos; Marcos Mauricio, DC, 0,33%, 39.780 votos; Adroaldo dos Santos, PCO, 0,18%, 21.182 votos.

Jaques Wagner

Governador Jaques Wagner (Foto Manu Dias/AGECOM)

Jaques Wagner nasceu no Rio de Janeiro, em 1951, mas construiu sua carreira política na capital da Bahia, Salvador. Exerceu o cargo de deputado federal de 1990 a 1998. No primeiro governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2003, foi nomeado ministro do Trabalho. Já em 2005, assumiu o cargo de ministro das Relações Institucionais.

Pela Bahia, Wagner foi eleito governador em 2006, reelegendo-se no pleito seguinte. O político do PT ainda assumiu o cargo de ministro da Defesa do governo Dilma Rousseff e depois o de chefe da Casa Civil, em 2014. Já no último ano de governo de Dilma, em 2016, foi nomeado ministro-chefe do Gabinete Pessoal da Presidência da República. Os suplentes são Adalberto Souza Galvão (PSB) e Luciana Leão Muniz (PR).

Ângelo Coronel

Nascido em 1958 na cidade de Coração de Maria (BA), Ângelo Mario Coronel de Azevedo Martins é engenheiro civil e empresário. Atualmente é presidente da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (Alba). Ângelo Coronel ocupou o cargo de deputado estadual pela primeira vez em 1995. Desde 2003 vem sendo reeleito aos mandatos, sendo o último pelo PSD em 2015.

Antes da atuação na assembleia, foi prefeito da cidade de Coração de Maria entre 1989 e 1992. Em seu mandato como presidente da Alba aprovou a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que impede a reeleição do presidente da casa. Ângelo Coronel já passou pelos partidos MDB, PSDB, PL, PR, PP e PSD. Os suplentes são Davidson Magalhães (PCdoB) e Dra. Silvia (PRP) (Colaborações: Agência Senado e Correio)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *