Grito dos Excluídos abre o 7 de setembro protestando contra a corrupção e queimadas na Amazônia

Organizado há 25 anos, o Grito é articulado pelos movimentos sociais para questionar a desigualdade social no Brasil

Abrindo extraoficialmente o desfile, o Grito dos Excluídos tomou conta da avenida.

Assim que as autoridades compuseram o palanque oficial para acompanhar o Desfile Cívico do 7 de Setembro, o Grito dos Excluídos tomou conta da pista na J.J. Seabra, em Itaberaba, depois de percorrer a Av. Ruy Barbosa recebendo aplausos do povo, elevando seus protestos contra a exclusão social e a corrupção, destacando como tema central as queimadas na Amazônia. Esta manifestação se estendeu pelas principais cidades do país, durante as comemorações da independência do Brasil, quando o já tradicional Grito dos Excluídos levou manifestantes às ruas de em pelo menos 12 estados e no Distrito Federal.

Manifestantes, vestiram preto e levaram cruzes sinalizando a morte dos programas públicos;

Organizado por movimentos sociais, os participantes protestaram contra a desigualdade social, os cortes na educação, realizando jograis e gritando palavras de ordem em frente ao palanque oficial.

Protestos contra os cortes do governo federal na educação.

Conforme os organizadores, esse ano o Grito dos Excluídos mostrou que o protesto foi o luto, com muitos vestindo preto, em lugar do verde amarelo sugerido pelo presidente Jair Bolsonaro. “Até o céu ficou de luto. O Brasil sendo queimado, fumaça da poluição, devido à destruição da Amazônia, a corrupção, o descaso com a educação, saúde e direitos humanos”. Protestaram os manifestantes.

Meio ambiente marcou o o 25º Grito.
Em frente ao palanque oficial os manifestantes encenaram mensagens a favor da vida.
O Grito clamou por mais justiça social.
A dona de casa se uniu aos protestos em defesa da Amazônia.
Organizadores afirmaram que quase 2 mil pessoas se uniram aos protestos.
A simpática militante pede o fim das queimadas.
No colo da mãe, o menino também pede proteção ao meio ambiente.
O jovem elevou ao alto o cartaz em defesa da vida.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios