Excedente de doações para Delúbio pagará multa de Cunha, diz site

Informação foi publicada no site de João Paulo Cunha, preso por mensalão.

Ex-deputado cumpre pena de prisão e terá de pagar multa de R$ 372 mil.

Filipe Matoso Do G1, em Brasília

Imagem publicada no site do ex-deputado João Paulo Cunha (Foto: Reprodução)
Imagem publicada no site do ex-deputado João Paulo Cunha (Foto: Reprodução)

O site do ex-deputado João Paulo Cunha (PT), preso no processo do mensalão, publicou mensagem nesta quinta-feira (13) na qual informa que a multa de R$ 372 mil imposta pelo Supremo Tribunal Federal (STF) ao petista será paga com o excedente de doações feitas ao ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares.

No último dia 7, Cunha renunciou ao mandato de deputado federal. Ele está preso desde 4 de fevereiro, quando se entregou no Complexo Penitenciário da Papuda, nos arredores de Brasília para iniciar o cumprimento da pena imposta pelo STF.

“Estávamos organizados para efetuar uma arrecadação coletiva, com o recebimento de contribuições financeiras, para ajudar a saldar a multa de quase R$ 372 mil imposta a João Paulo. Entretanto, isso não é mais necessário porque recebemos os recursos a partir de um repasse do excedente da arrecadação coletiva que foi realizada para pagar a multa imposta ao companheiro Delúbio. Este excedente que recebemos é suficiente para saldar a multa de João Paulo, além de todos os tributos adicionais”, informou o texto publicado no site, intitulado “Preferimos a dignidade da luta” e assinado pelo “Coletivo de apoio e solidariedade a João Paulo Cunha”.

Além da pena de prisão, Delúbio Soares foi condenado pelo Supremo a pagar multa de R$ 466,8 mil. Em campanha na internet, o ex-tesoureiro do PT conseguiu arrecadar em doações mais de R$ 1 milhão.

“Queremos agradecer as mais de 3.500 pessoas que ficaram ao lado da verdade e da justiça e fizeram doações para ajudar a pagar a multa imposta aos companheiros Genoino e Delúbio. Foi a partir desta ampla mobilização coletiva que agora está sendo possível saldar também a multa imposta ao companheiro João Paulo”, informou o texto do coletivo de apoio.

Cunha foi condenado a 9 anos e 4 meses por peculato, lavagem de dinheiro e corrupção passiva. Desse total, ele começou a cumprir 6 anos e 4 meses (por peculato e corrupção passiva), em regime semiaberto, pelo qual o preso pode trabalhar durante o dia. A pena por lavagem de dinheiro não começou a ser cumprida porque ainda há recursos a serem julgados pelo Supremo.

Na mensagem publicada no site do ex-deputado, os responsáveis pelo documento virtual pedem aos que se mobilizaram para contribuir com o pagamento da multa imposta ao ex-deputado façam agora doações para o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu.

Nesta quarta-feira (12), o grupo denominado “Amigos do Zé” lançou site de arrecadação para ajudar o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu a pagar multa de R$ 971,1 mil imposta pelo Supremo Tribunal Federal (STF) durante o julgamento do processo do mensalão.

O texto no site de João Paulo Cunha diz que o processo de arrecadação de doações tem acompanhamento do departamento jurídico do PT, “o que garante toda a legalidade, o registro de todas as doações e a transparência nos procedimentos e recursos arrecadados”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios