Em um jogo, Timão leva mais cartões que em toda a primeira fase

Corinthians foi punido oito vezes no Equador contra sete nas partidas anteriores pela Libertadores. Diretoria e técnico Tite culpam árbitro

Por Carlos Augusto Ferrari Guayaquil, Equador

Danilo foi um dos jogadores do Timão advertidos com cartão amarelo em Guayaquil (Foto: AFP)

Elenco, comissão técnica e diretoria do Corinthians deixaram o gramado do estádio George Capwell, em Guayaquil, furiosos com a atuação do árbitro colombiano José Buitrago. Coincidência ou não, o empate sem gols contra o Emelec-EQU foi de longe a partida em que o Timão mais vezes acabou punido com cartões em toda a Taça Libertadores: oito(assista ao lado aos melhores momentos do jogo).

Em pouco mais de 90 minutos, Chicão, Leandro Castán, Willian, Emerson, Edenílson,Danilo e Jorge Henrique receberam advertências. O último, aliás, acumulou duas e foi expulso, desfalcando a equipe para o segundo confronto, dia 9 de maio, no Pacaembu, valendo a classificação para as quartas de final.

O número de cartões é muito superior aos outros jogos – sete no total. Na primeira fase, o máximo que o Corinthians havia recebido numa mesma partida foram três, na vitória por 1 a 0 sobre o Cruz Azul, em São Paulo. Na ocaisão, Ralf, Danilo e Emerson foram penalizados.

O Timão levou ainda outros dois contra o Nacional (Fábio Santos e Leandro Castán), na capital paulista, além de um diante do Táchira (Alessandro), na Venezuela, e outro frente aos mexicanos (Paulinho), na América Central. A equipe passou ilesa diante de venezuelanos e paraguaios nas últimas duas rodadas do classificatório.

Os cartões, aliás, levaram o técnico Tite à loucura. Muito irritado com a atuação do trio, o treinador demorou mais de 30 minutos para voltar ao campo e conceder a entrevista coletiva. Pouco antes, o presidente Mário Gobbi Filho disparou contra a Conmebol e o desempenho do juiz colombiano.

– Era uma falta de critério total. Ele dava de um lado e de outro não. Os jogadores vinham conversar e ele já dava cartão, pilhava. Eu tenho oito Libertadores, mas, profissionalmente, vi isso poucas vezes – disse o técnico Tite.

Antes de Jorge Henrique, o Corinthians teve apenas um jogador expulso em 2012. O meia Vitor Júnior foi tirado de campo no empate por 1 a 1 contra o Bragantino, dia 5 de fevereiro, no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios