Em Andaraí, um adolescente vitima denuncia caso do jogo Baleia Azul

Jovem de 14 anos denuncia o jogo Baleia Azul em Andaraí.
Jovem de 14 anos denuncia o jogo Baleia Azul em Andaraí.

A Polícia Militar investiga a primeira denúncia de Desafio da Baleia Azul em Andaraí, municio turístico situado na Chapada Diamantina.

O caso foi denunciado a polícia militar na tarde desta sexta-feira (21),  onde um adolescente de 14 anos, havia cometido automutilação após aceitar participar do suposto jogo baleia azul.

O menor foi localizado no no bairro Alto do Ibirapitanga, onde é residente . A vitima relatou que já está na 4° fase do jogo, onde já apresentava algumas mutilações no corpo (uma baleia no braço esquerdo, e uma coroa no braço direito) desenhados à lâmina.

O mesmo relatou que participava de um grupo no “WhatSapp” com no mínimo 30 participantes locais, onde todos já estão efetivamente no jogo e um deles encontra-se na fase 38, que vai até a fase 50, onde a finalização é a demonstração da coragem extrema, cometendo o suicídio.

A guarnição orientou o menor sair do jogo e orientou a família procurar a delegacia. Onde o delegado procederá com as investigações.

A policia orienta que é importante que sejam feitas denúncias desse tipo ao 190, pois trata-se de um jogo que mexe com o psicológico dos adolescentes, caso tente sair do jogo são ameaçados, prometem até matar os pais e demais familiares, vale lembrar que este jogo já chegou nas pequenas cidades como Andaraí e podem chegar a Mucugê, Nova Redenção, Ibiquera, Itaetê dentre outras.

Baleia Azul

A vitima apresentou o braço tatuado com a baleia à lâmina.
A vitima apresentou o braço tatuado com a baleia à lâmina.

No jogo mortal, os participantes devem seguir uma série de 50 desafios. Dentre eles cortar a própria pele, se fotografar do alto de um prédio e, por fim, tirar a própria vida. O Baleia Azul foi criado na Rússia e suspeita-se de que esteja relacionado à morte de vários adolescentes por lá.
Após a repercussão de casos envolvendo games perigosos no ambiente da internet, a Polícia Civil de Minas Gerais elaborou uma série de dicas de prevenção voltadas para os pais e para os adultos em geral para evitar que crianças e adolescentes sejam expostos a crimes via ambiente virtual.

Confira:

  • Mantenha a proximidade com os filhos, sobrinhos e alunos. Dessa forma, é possível conhecer mais sobre amigos, lazer e atividades sociais de interesse.
    Tenha acesso a redes sociais para verificar o tipo de assunto que a criança ou o adolescente aborda ou compartilha entre os amigos.
  • Conheça a rotina deles e fique atento a qualquer alteração de comportamento. Mudanças de estilo de roupas e hábitos, por exemplo, são indicativo de alerta.
  • É fundamental que a família e a escola realizem atividades que despertem o interesse no jovem acerca do futuro dele, que estimulem a autoestima e o que ele planeja para a vida.
  • Promova sempre um diálogo aberto com orientações e informações sobre os riscos de eventuais crimes pela internet, ressaltando que podem vir mascarados de entretenimento e sedução para algo interessante e que, na verdade, pode ser uma grande armadilha.
  • A relação de confiança criada com os pais é imprescindível para que o adolescente possa relatar qualquer coisa diferente que tenha ocorrido em sua rotina, sem temer a punição. (Com informações de ibiqueranoticias e informebaianao).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios