Creche construída com recursos federais encontra-se inacabada e abandonada em Nova Itarana

Os vereadores Zezé, Jel e Véu, denunciam os estado de abandono da creche inacabada há cinco anos.
Os vereadores Zezé  (ao centro), Jéu de Tota e Vel, denunciam os estado de abandono da creche inacabada há cinco anos.

As famílias de trabalhadores carentes da cidade de Nova Itarana, município integrante do Território Vale do Jiquiriçá, sentem a falta de um equipamento muito importante para seus filhos em idade da pré-escola, uma creche que já existe construída com recursos do FNDE/MEC, para amparar 120 crianças de 0 a 5 anos, mas encontra-se inacabada e abandonada pela Prefeitura Municipal. Este descaso com o patrimônio da coletividade e o mau uso do dinheiro publico federal, chega agora ao conhecimento da opinião pública, depois que os vereadores  Jose Borges de Souza, Zezé (PRB), reeleito para o sétimo mandato; Everaldo Vaz de Matos, Vel, (PSDB) em seu primeiro mandato e Jeronimo Ramos Costa, Jéu de Tota (PSDB), no segundo mandato, apresentaram a grave situação para a imprensa.

Vereadores revelam que o sistema de esgotamento sanitário da creche não foi concluído.
Os três vereadores revelam que o sistema de esgotamento sanitário da creche não foi concluído.

A creche é uma obra realizada pelo governo federal através do Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos para a Rede Escolar Pública de Educação Infantil – Proinfância, que constrói creches e pré-escolas e assegura a aquisição dos equipamentos e mobiliários para os municípios no mesmo convênio.

Embromeixon de pai pra filho

Uma verdadeira “novela do embromeixon da creche”, contam os vereadores, envolvendo pai e filho políticos, vem acontecendo desde 2012, quando o convênio foi assinado pelo ex-prefeito José Andrade Brandão de Almeida Zéu (DEM), pai do atual prefeito Danilo de Zéu (PSD). Do orçamento de R$619.921,54 do convênio, o ex-prefeito Zéu recebeu duas parcelas: a primeira de R$123.954,31, em 08/09/2011, correspondente à execução de 20% da obra, que deveria ser concluída em outubro de 2013. Quase um ano depois, em 27/07/2012, de atraso no cronograma da obra, recebeu a segunda parcela no valor de R$185.976,46, deixando a creche inacabada.

A caixa dágua da creche tipo B, ainda não foi construída.
A caixa dágua da creche tipo B, ainda não foi construída.

Já era o período eleitoral, quando o ex-prefeito Zéu lançou candidato à sucessão, o seu apaniguado e ex-tesoureiro, Eduardo Alves da Silva (PSD). Eleito, o ex-prefeito Eduardo recebeu  mais duas parcelas: uma no dia 5/3/2013, no valor de R$154.560,39 (25%) e a ultima parcela do total do convenio, no valor de R$151.032,49 (24,36%), foi recebida no dia 02/10/2013, dando por concluída a creche que, entretanto, se encontra inacabada e abandonada em 88% da construção.  Todos esses percentuais e valores estão disponíveis no portal do FNDE.

Indignação

A população itaranense vem se queixando da falta de uso da obra que até hoje não foi concluída.

O vereador Zezé, aponta para os vidros das janelas já estão quebrados por vândalos.
O vereador Zezé, aponta para os vidros das janelas já estão quebrados por vândalos.

“Os recursos vieram, foram sacados e nós vereadores encontramos a creche completamente danificada, com pisos cagados, estragados, vidros das janelas quebrados, caixa dágua inacabada, paredes sujas, impedindo o povo de usufruir desse bem público fornecido pelo governo federal”, bradou o vereador Jéu de Tota durante a visita de inspeção. Acompanhando a inspeção da creche, o vereador Zezé disse indignado: “Quatro anos depois e a creche encontra-se nesse estado de abandono. Vai chegar ao ponto das crianças ficarem de maior e não usarem ao que tem direito. Uma falta de respeito à população de Nova Itarana”, protestou o vereador.

Vitros e janelas estão quebrados, por falta de vigilância ao patrimônio. Denuncia o vereador Veu.
Vitrôs e janelas estão quebrados, por falta de vigilância ao patrimônio. Denuncia o vereador Vel.

Também acompanhando a visita de inspeção da creche, o vereador Vel disse que a obra abandonada vem servindo de banheiro publico, diante das fezes que se espalham por todas as salas e corredores em uso indevido.  “Tudo vem sendo destruído pelo abandono”, adverte o vereador Vel.

Os três vereadores da oposição denunciam que o atual prefeito, Danilo de Zéu,  recebeu do FNDE uma verba de R$2.097,20 para manutenção de 46 crianças, que deveriam estar amparados pela nova creche, mas que estão instalados na Escola Sinval Galvão, enquanto o prefeito garante junto ao governo federal que a creche está pronta e funcionando.

O piso da creche está todo estragado, sendo utilizada como banheiro publico, Revela o vereador Jel.
O piso da creche está todo estragado, sendo utilizada como banheiro publico. Revela o vereador Jéu de Tota.

Diante destes erros os vereadores informam que estarão dando entrada de denúncia junto ao Ministério Público Estadual e Federal, para responsabilizar os detratores do patrimônio público.

O três vereadores garantiram que estarão apresentando denuncia junto ao Ministério Público Estadual e Federal.
O três vereadores garantiram que estarão apresentando denúncia junto ao Ministério Público Estadual e Federal, visando solucionar o problema da creche.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios