Conheça as melhores posições e tire dúvidas sobre sexo na gravidez

Sexo não só é possível na gravidez como pode trazer vantagens e até ser indicado para o bem-estar e a autoestima feminina.

Para a maioria das mulheres, a gestação é um momento de intensas mudanças físicas e emocionais que exige adaptações não só corporais como também sociais. E, neste cenário de novidades e transformações, a prática do sexo na gravidez vem carregada de dúvidas, principalmente para as mães de primeira viagem.

A boa notícia é que sexo não só é possível na gravidez como pode trazer vantagens e até ser indicado para o bem-estar e a autoestima feminina. Existem exceções, mas, na maioria dos casos, a atividade sexual poderá continuar normalmente durante a gestação. É possível que tenham que ser feitas algumas mudanças na rotina, desde a escolha de posições sexuais mais confortáveis até cuidados adicionais com a higiene. Vamos tirar essas dúvidas?

Melhores posições para o sexo na gravidez

Sim, o sexo é indicado na gravidez, mas também não se pode deixar de levar em conta que muita coisa vai mudar no seu corpo durante esse período. Algumas posições podem acabar ficando desconfortáveis conforme a gravidez vai evoluindo ou por conta da sua sensibilidade. O importante é que você não sinta dor ou desconforto.

Confira abaixo algumas das posições mais indicadas para o sexo na gravidez:

-Mulher por cima (cavalgada): nesta posição, a mulher senta em cima do seu parceiro que está deitado e ela é quem comanda a profundidade da penetração, o ritmo e a força. É ideal para gestantes porque além do controle total visando o seu conforto e prazer, não há contato com a barriga.

-De lado (conchinha): os parceiros deitam-se de lado, com o homem penetrando por trás. Não exige muito esforço físico de ambos, não aperta a barriga e deixa suas mãos livres para outras brincadeiras.

-De quatro (cachorrinho): a mulher se apoia nos joelhos e braços enquanto o parceiro a penetra por trás. Pode ser feita na cama, com o parceiro de joelhos, ou na beirada da cama ou sofá, com o parceiro em pé. Se houver algum desconforto, experimente usar uma almofada ou travesseiro para apoiar a barriga.

Para cada casal a experiência será diferente. O importante é que ambos respeitem seus limites e vontades. É sempre bom lembrar que sexo não se trata apenas de penetração – o sexo oral ou a masturbação podem ser grandes aliados do prazer na gravidez. Abuse da criatividade (e das almofadas!) para aproveitar essa fase sem abrir mão do namoro e do contato com o seu par.

Dúvidas frequentes sobre sexo na gravidez

1. Ter relação na gravidez ajuda no parto normal?

Fabiana Garcia, ginecologista e obstetra do Espaço MÃE, conta que é possível que relações sexuais possam ajudar no parto: “No final da gestação acredita-se que o sêmen, por conter uma substância chamada prostaglandinas, pode ajudar a preparar o colo do útero e até disparar o trabalho de parto”.

2. O que pode significar dor durante a relação na gravidez?

“Se a mulher sentir dor na relação sexual pode tentar mudar de posição. Muitas vezes o colo uterino pode ficar mais baixo e o contato do colo com o pênis pode ser desagradável. Se a dor persistir mesmo após a mudança de posição, se houver ardência ou outro tipo de desconforto, o médico deve ser consultado”, indica Fabiana Garcia.

3. Até quantos meses posso ter relações na gravidez?

Se não houver nenhuma contraindicação, o sexo é permitido em todas as fases da gestação.

4. Gestante pode ter relação com 9 meses?

O sexo na gravidez está liberado nos últimos meses de gestação, podendo até ajudar no parto normal ou no treinamento dos músculos da pélvis. Só não será indicado em casos específicos de contraindicação.

5. Sexo na gravidez pode interferir no bem-estar do bebê?

O Dr. Paulo Noronha explica que sexo na gravidez não interfere no bem-estar do bebê, não causa aborto e nem trabalho de parto prematuro. “Porém existem algumas situações como placenta prévia, descolamento de placenta e pacientes com risco de trabalho de parto prematuro nas quais o sexo deverá ser evitado”, completa.

6. Mulheres grávidas podem ter mais desejo sexual? E menos?

Como na gravidez há muitas alterações hormonais, é possível que algumas mulheres se sintam menos propensas ao sexo, por conta de enjoos, desconforto físico e mudanças. Assim como também algumas mulheres experimentam o apetite sexual maior durante a gestação e até sentindo mais prazer. Será uma experiência muito pessoal, portanto, apenas considere estar segura e confortável.

7. Sexo anal é seguro durante a gestação?

O sexo anal pode ser realizado na gestação, porém, de acordo com o Dr. Paulo Noronha, o casal deve tomar algumas precauções importantes para preservar a saúde da mulher: “Deve-se usar preservativo, evitar penetração vaginal e anal na mesma relação sexual e priorizar a higienização da vagina e anus após a relação”.

8. O pênis pode chegar até o bebê?

Uma dúvida muito comum também dos parceiros é se o pênis pode atingir o bebê ou incomodar. O Dr. Paulo Noronha explica que não, “como o bebê está no útero e não na vagina, o pênis não consegue atingir o bebê na relação sexual”.

9. Existe alguma contraindicação quanto ao sexo na gravidez?

Placenta prévia total ou parcial, descolamentos de placenta, risco de trabalho de parto prematuro e bolsa rota são algumas das situações que podem contraindicar o sexo durante fases ou por toda a gravidez. Não deixe de tirar todas as suas dúvidas com seu médico.

Namorar não é contraindicado para grávidas, muito pelo contrário. O romance, a parceria e o sexo são armas poderosas para afastar qualquer dificuldade do período e para aprofundar ainda mais os vínculos e a intimidade com o parceiro, além de ajudar a manter a autoestima feminina e manter o útero saudável e treinado.

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios