CulturaFlashMilagres

Cidade superlotada por quase 30 mil foliões, Milagres curtiu com alegria o 2º dia da Festa dos Vaqueiros

Hoje tem celebração e desfile dos vaqueiros, argolinha e shows com Tayrone Cigano e as bandas

Sob um clima de total tranquilidade, paz e animação, quase 30 mil foliões e peões de vaquejada, superlotaram todo o circuito do forró neste sábado, 28, à noite, quando curtiram, dançaram e brindaram, diante dos grandes shows musicais de Solange Almeida, Harmonia do Samba e Daniel Vieira. Da Avenida Lomanto Junior, seguindo a João Leal Sales, até os palcos da festa, no grande circuito do Arraiá, o povão transitou transpirando alegria e fogo de paixão.

Durante os shows a multidão ocupou todos os espaços dos embalos de sábado à noite.

Comemorando o sucesso da festa, o prefeito anfitrião milagrense confessou entusiasmado: “O milagrense é um povo hospitaleiro que sabe fazer uma festa de muita paz, onde todo mundo brinda feliz, celebrando a alegria de viver”.

Festa da paz

De fato, os comandantes das guarnições policiais revelaram que a festa tem transcorrido, todas as noites, sem tumultos e sem ocorrências violentas, apenas pequenas divergências que os policiais corrigem com o dialogo.

O deputado Aderbal Caldas (PP – blusa azul liza), entrou no forró com os amigos.

Neste domingo, ultimo dia da festança, tem desfile dos vaqueiros, celebração solene e corrida de argolinha, com a premiação dos melhores peões e montarias da vaquejada. Quando chegar a noite o forró vai rolar no “birro trinta” com os shows de Tayrone Cigano, seguido das bandas Arreio de Ouro e Duas Medidas.

Harmonia do Samba botou o ritmo na ponta do pé e agitou a galera.
Solange Almeida agradou com seu repertório.
Tayrone cigano agitou a sofrência da multidão, mas agradou corações.
Portais ilustraram as entradas do circuito da festa.

Salvador do Paraguaçu

Salvador do Paraguaçu ou Salvador Roger Pereira de Souza, é jornalista editor fundador do periódico O Paraguaçu em circulação desde 1976. Solteiro (divorciado) é um ambientalista dedicado em defesa do Rio Paraguaçu. Para tanto criou a ONG Fundação Paraguaçu, com a qual promove o Projeto Cariangó, que tem por meta o plantio de 1.0 milhão de árvores nativas na região do médio Paraguaçu e Chapada Diamantina. O projeto conta com a participação de empreendedores, muitos voluntários e recebe apoio da Fundação Interamericana - IAF, que firmou o convênio BR-898 com a doação de U$49.0 mil dólares, em apoio a etapa inicial da meta de 1.0 milhão de árvores a serem plantadas em cinco anos. O ano inicial é 2016.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *