Cerca de 400 médicos cubanos ficaram no Brasil sem avisar o governo

Desde o fim da parceria entre o governo brasileiro com o programa Mais Médicos, aproximadamente seis mil médicos cubanos voltaram para o país de origem. Apesar disso, em torno de 400 médicos ficaram no Brasil sem avisar o governo cubano. As informações são da jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo.

Os números são da Organização Pan-Americana de Saúde da Organização Mundial de Saúde (Opas/OMS). A organização diz que muito dos que permaneceram sem autorização estão doentes e que, por essa razão, vão retornar a Cuba em breve.

A publicação ainda afirma que quase 2 mil cubanos ficaram no Brasil por serem casados com cidadãos brasileiros e que receberam a autorização do governo cubano para continuar no país. (Fonte: istoe.com.br)

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios