CEO da Microsoft fica “em cima do muro” sobre disputa entre Apple e FBI

Enquanto mais uma vez a Apple se vê em uma briga judicial com o FBI por conta da recusa da empresa em desencriptar as informações dos iPhones de duas pessoas que estão sendo investigadas pelo departamento, o CEO da Microsoft, Satya Nadella, aproveitou para dar o seu parecer sobre o assunto.

Isso porque, apesar da Apple ser o pivô, o que está sendo discutido aqui é algo do interesse para qualquer empresa de tecnologia: se as fabricantes de aparelhos eletrônicos devem colocar meios de destravar esses dispositivos mesmo sem o usuário disponibilizar a senha, forçando o acesso a todos os dados pessoais da pessoa. E, nessa questão, Nadella escolheu ficar “em cima do muro”.

Em uma conversa com jornalistas nesta segunda-feira (13), o CEO da Microsoft reiterou que ele acredita que a colocação de backdoors de encriptação (ou seja, a possibilidade da fabricante do aparelho ignorar todos os mecanismos de segurança dele e ter acesso completo aos dados do usuário) é uma ideia horrível, e algo que ele afirma que a Microsoft nunca irá fazer, já que isso é um total desrespeito à privacidade dos usuários.


Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.

Mesmo assim, Nadella deixou claro que não acredita que essa proteção também deve ocorrer em todos os casos, e que, apesar de se recusar a criar uma “backdoor” em qualquer produto da empresa, avisou que a Microsoft sempre irá se esforçar para cumprir ordens judiciais e ajudar no andamento de investigações criminais.

Esse posicionamento “nem lá, nem cá” é bem diferente daquele que a empresa apresentou na primeira vez que esse tipo de discussão ocorreu, em 2016, quando na época a Microsoft suportou incondicionalmente a posição da Apple de se recusar a forçar uma violação da privacidade de seus usuários, e pode indicar uma mudança de pensamento de Nadella durante esses quatro anos.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

  • Vazamento de dados em site adulto atinge seis mil pessoas, incluindo brasileiros
  • Mulher tenta escapar do trabalho com o pior Photoshop de 2020 (até agora…)
  • Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação
  • Loja não-oficial da Xiaomi no Brasil desaparece e deixa clientes na mão
  • Galaxy S20: vazam especificações de câmeras com nova tecnologia e mais
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios