Caetité emocionada se despede de Seu Ladeia, o auditor fiscal mais sensato do Sudoeste Baiano

Seu Ladeia prestou relevantes serviços à economia de Caetité e do Sudoeste Baiano.

Veio a óbito na manhã desta segunda-feira, aos 81 anos, Widelson Teixeira Ladeia, reconhecido como Seu Ladeia, o mais justo auditor fiscal do Sudoeste, hábil na fiscalização, mas, cuidadoso no ato alíquotas. Nascido em 17/06/1938, atuou desde a década.de 70, sendo nomeado na gestão do governador Roberto Santos (1978), tendo trabalhado em Gianambi, Riacho de Santana, Caculé, Igaporan, Licínio de Almeida, Urandi, Paramirim, Uibai e até Mortugaba, na divisa Bahia-Minas Gerais.

Genética

A construção da paz e harmonia familiar da família Teixeira Ladeia, justificaria um estudo de genética, dado ao entrelaçar matrimonial entre primos carnais. Nascido em Matina, na época pertencente a Riacho de Santana, foi o penúltimo filho de Dona Maria Isabel Teixeira Ladeia e Seu Augusto Souza Ladeia, que geraram uma animada prole de 14 filhos (06 mulheres e 08 homens).
Dentre os oito irmãos, quatro apaixonaram-se e casaram com primas-irmãs carnais, inclusive Widelson, com Lindanir Carvalho Teixeira, sua prima carnal, irmã das demais.

Preito de saudades

Ao despedir-se, Seu Ladeia deixa 06 filhos, 12 netos, 03 bisnetos e 01 trineto. Leva consigo uma grande satisfação paterna, o orgulho de ter educado e encaminhado para a formação superior todas as filiações que lhe choram eternas saudades: Allan Franklin Teixeira Ladeia, médico; Arlley Fábio Teixeira Ladeia, engenheiro civil; Ara Coeli Teixeira Ladeia, veterinária; João Alquiman Teixeira Ladeia, biólogo; Akadja Cybelle Teixeira Ladeia, advogada; Ansyse Cynara Teixeira Ladeia, bacharel em direito e licenciatura em turismo.

O corpo vem sendo velado na residência do patriarca, devendo o féretro ocorrer hoje, às 17h00, no jazigo da família no cemitério Ladeira da Saudade.

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios