Andrés diz que Carille tem propostas de três em três meses, mas ironiza interesse chinês: “Chuva de verão”

Treinador esteve envolvido em notícias sobre o interesse do Tianjin Teda, da China

Setembro ainda é mês de Primavera mas, para Andrés Sanchez, o interesse do Tianjin Teda, da China, na contratação do técnico Fábio Carille, não passou de uma nuvem passageira.

– Foi chuva de verão. Está chegando aí o verão – ironizou o presidente do Corinthians.

Durante a semana, dois intermediários trouxeram ao Brasil uma formalização de interesse do clube chinês na contração do treinador para 2020.

O documentou ganhou a imprensa, as especulações se aqueceram no noticiário esportivo, mas uma reunião entre o técnico e a diretoria colocou uma pedra no assunto.

Na avaliação de Andrés Sanchez e dos empresários do técnico Fábio Carille, a situação não foi séria.

– Carille é assediado a cada três meses, é inacreditável, parece que só tem o treinador do Corinthians. Umas (sondagens) são chuva de verão, outras são sérias – destacou Andrés.

Fábio Carille tem contrato com o Corinthians até dezembro de 2020. O treinador e a diretoria já iniciaram o planejamento para o ano que vem.

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios