AMD supera Intel e bate recorde de venda de processadores Ryzen

A AMD não está para brincadeira. Segundo a varejista alemã Mindfactory, a empresa vendeu mais de 25 mil processadores em novembro, deixando a Intel para trás, com apenas 5 mil. Com isso, a fabricante atingiu seu novo recorde mensal tanto em produção quanto em receita. Em termos percentuais, a AMD vendeu 82% de todos os processadores em novembro — comparado a 18% para a Intel —, o que significa um novo recorde para a companhia, superando os 81% obtidos em setembro. A AMD tem conseguido ultrapassar a marca dos 80% nas vendas mês a mês desde o lançamento de sua nova linha de processadores Ryzen, que estão na terceira geração. Com isso, a participação da empresa em vendas este ano passou de 68% para 79%. Apesar de serem dados de apenas uma varejista em uma praça, isso indica um domínio consistente da AMD no mercado de processadores para desktops, uma vez que a Intel ainda domina o segmento de notebooks e computadores corporativos. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Processadores Ryzen fizeram a AMD decolar/ Imagem: AMDMais din din Ainda segundo a Mindfactory, a AMD teve um share de 77% da receita do mês de novembro. O salto nos ganhos financeiros foi até maior do que o esperado, isso porque, quando lançou os novos Ryzen, a participação da empresa já abocanhava uma fatia de 74%. Em outras palavras, os processadores Ryzen não estão apenas vendendo mais em termos de quantidade, mas também estão trazendo mais dinheiro para a AMD, já que esses chips são os mais avançados da marca e, consequentemente, os mais caros. Leia também: AMD x Intel: mercado gamer pode estar ajudando em virada histórica Isso tudo faz com que o cenário para a Intel seja ainda mais desanimador, já que, mesmo antes do lançamento dos novos Ryzen, o domínio nas vendas já era da AMD, porém com uma diferença bem menor quando abordamos apenas a receita. A diferença, então, era que a Intel tinha um melhor desempenho com chips mais caros — o que, agora, já não acontece mais. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Modo escuro do WhatsApp deve ser ativado automaticamente para economizar bateria NASA encontra destroços de nave indiana que se chocou contra a Lua Mais de R$ 3 milhões em produtos da Xiaomi são apreendidos na Black Friday em SP Viúva Negra ganha primeiro trailer com novos personagens; assista Experimento deve provar que microgravidade inibe crescimento de tumores

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios