Direto da RedaçãoFlashMeio AmbienteNotícias da Chapada DiamantinaUtingaWagner

Agricultores irrigantes e prefeituras decidem suspender a irrigação no vale do Rio Utinga

Cortado a 6 km após a cidade Wagner na passagem do “Pega”, as águas do afluente Rio Utinga não estão desaguando no leito do Rio Paraguaçu

O Rio Utinga sofre c om a captação descontrolada de suas águas.

Os agricultores do Polo de Fruticultura das margens do Rio Utinga decidiram, esta semana, suspender totalmente a irrigação nos próximos dias 29, 30 e 1º de outubro (sábado, domingo e segunda), “em virtude do agravamento da situação hídrica no vale do Rio Utinga”, conforme citam Avisos e Áudios que circulam nas redes sociais da região.

A iniciativa partiu das entidades dos produtores, Grupo Banana do Vale, Associação dos Irrigantes do Rio Utinga – ASSIGRU e o Comitê de Manutenção e Preservação do Rio Utinga – COMPERIU, em parceria com as prefeituras dos municípios de Utinga e Wagner.

Lico averte: O rio está

Conforme o prefeito do município de Wagner, Elter Silva Bastos (PSL), “Essa é mais uma tragédia anunciada, tudo em função da falta de planejamento do governo, que vê, assiste o crescimento da área irrigada no leito do rio sem tomar as devidas providencias”. O prefeito aponta para a necessidade pequenos barramentos ao longo do rio e a abertura de poços artesianos para os agricultores mais distantes.

Sem água pro Paraguaçu

O Rio Bonito sofre também com o excesso de irrigação captadas em suas águas rasas.

A situação dramática do io Utinga é revelada pelo agricultor familiar Arivaldo Souza dos Santos Lico, integrante do COMPERIU, alerta que o rio se encontra praticamente cortado a 6 km da cidade de Wagner, na passagem do “Pega”, por conta da “grande redução do volume e a evaporação provocada pela seca”. Nesta condição, as águas do afluente Rio Utinga não estão desaguando no leito do Rio Paraguaçu. Lico salienta que o racionamento da irrigação surgiu depois que a Embasa alertou para o risco do desabastecimento da cidade de Lajedinho na próxima semana.

Os áudios em circulação anunciam a iminente ação fiscalizadora do INEMA e revelam que a suspensão da irrigação se estende sobre todos os afluentes do Utinga, dentre eles o Rio Cachoeirinha, que já está praticamente morto e não é mais tributário; além dos rios Mocambo, Pedrinhas, Pé de Serra, Riachão, Bonito, Buriti e Rio Verde.

Reserva baixa de água na captação, pode faltar água para Lajedinho.

“Contamos com a participação de todos para evitarmos decisões superiores de lacração de todas as bombas”, advertem os Avisos, citando que a irrigação entrará em operação no dia 02 de outubro (terça-feira) respeitando o escalonamento anterior.

Salvador do Paraguaçu

Salvador do Paraguaçu ou Salvador Roger Pereira de Souza, é jornalista editor fundador do periódico O Paraguaçu em circulação desde 1976. Solteiro (divorciado) é um ambientalista dedicado em defesa do Rio Paraguaçu. Para tanto criou a ONG Fundação Paraguaçu, com a qual promove o Projeto Cariangó, que tem por meta o plantio de 1.0 milhão de árvores nativas na região do médio Paraguaçu e Chapada Diamantina. O projeto conta com a participação de empreendedores, muitos voluntários e recebe apoio da Fundação Interamericana - IAF, que firmou o convênio BR-898 com a doação de U$49.0 mil dólares, em apoio a etapa inicial da meta de 1.0 milhão de árvores a serem plantadas em cinco anos. O ano inicial é 2016.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *