Abalada pela tragédia Prefeitura de Utinga suspende eventos programados para a virada de ano

Os utinguenses estão de luto por três dias.

As animadas festas de final de ano em Utinga/Ba, que reúnem milhares de turistas, visitantes e a população, foram suspensas hoje, por ato baixado pelo prefeito Joyuson Vieira, cumprindo os três dias de luto oficial determinado pelo Decreto nº 35/2018, publicado na manhã desta segunda-feira, 31 de dezembro.

A tristeza geral que se abateu sobre a cidade, diante da morte violenta do ex-vereador Edésio Joaquim do Nascimento, (74 anos), que foi assassinado a tiros, na noite do último sábado, 28, pelos ciganos Sumério e Tercário, que continuam foragidos. A tragédia que abalou a região, deixou mais duas vitimas, o filho Paulo Sérgio Ribeiro Nascimento e seu Genro Getúlio Francisco dos Santos, que estão em estado grave na capital baiana.

Um segundo Decreto de nº 36/2018, publicado pela Prefeitura ainda hoje, determina a suspensão todo e qualquer evento comemorativo previsto pela Municipalidade, pelos dias alcançados pelo luto oficial, no caso, até 2 de janeiro de 2019.

Providencias policiais

A administração municipal “Utinga de Todos”, ampliou o contingente policial com a instalação da 5ª. Cia PM e as instalações da Delegacia de Policia Civil, além de aumentar a frota de viaturas das policias, garantindo mais segurança para a população.

Uma das queixas da população utinguense, nas redes sociais, denuncia o porte abusivo e até ilegal, de armas de fogo por muitos ciganos moradores da cidade, onde é crescente a colônia cigana que chega a ocupar bairros inteiros. Aparentando certo poder aquisitivo, muitos deles vivem da agiotagem, outra pratica de negócio ilegal. A maioria dos ciganos realizam negócios de trocas e escambos, próprios da liberdade comercial, ou são agricultores e produtores da agricultura familiar, de certa forma contribuindo para a economia local.

Muitos moradores comentam nas redes sociais e grupos de WhatsZapp, a  necessidade das policias civil e militar, agirem com firmeza junto às comunidade ciganas, sugerindo ações como blitzs, que garantam o respeito ao principio do desarmamento, aprovado por plebiscito em todo o pais, em 2005.

Ações preventivas dessa ordem podem inibir a ocorrência de crimes bárbaros, como este de ontem, e outros mais recentes da crônica policial.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios