Inteligência artificial criada por brasileiros é premiada em desafio nos EUA

Um projeto que detecta hemorragia intracraniana em tomografias, desenvolvido por cientistas brasileiros, foi premiado com a medalha de prata em desafio realizado pela Sociedade Norte-Americana de Radiologia (RSNA). O projeto foi desenvolvido pela Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo Diagnóstico por Imagem (FIDI), em parceria com a Iara Health e a NESS Health.O desafio “Intracranial Hemorrhage Detection and Classifications Challenge” contou com participação de mais de 1.340 equipes do mundo todo.A equipe de brasileiros, formada pelos médicos Igos Santos e Osvaldo Landi Júnior, pelo engenheiro Álesson Scapinello Selhorst e pelos cientistas de dados Daniel Souza e Bernardo Henz, desenvolveu um algoritmo de inteligência artificial para análise de imagens digitalizadas de tomografia de crânios com objetivo de detectar sangramentos intracranianos.Igor Santos, médico radiologista e chefe de inovação da FIDI, explicou que “os desafios de machine learning são umas das principais formas de avanço do conhecimento para resolução de problemas de visão computacional. O desafio anual da RSNA fomenta a utilização desse novo tipo de tecnologia, garantindo, ainda, dados de altíssima qualidade para sua realização”.“Para a FIDI, é um imenso reconhecimento estar entre as empresas que veem as novas tecnologias como uma forma de realizar a prática médica de maneira mais eficiente, segura e de maior qualidade para os nossos pacientes”, completou Santos.Para a realização do desafio, a RSNA disponibilizou um banco de imagens e dados que foram fundamentais para o desenvolvimento do projeto. Os dados foram oferecidos em colaboração com membros da Sociedade Americana de Neurorradiologia (ASNR) e da plataforma MD.ai. Via: Computer World   

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios