BMW e Great Wall construirão fábrica de carros elétricos na China

A BMW e a Great Wall Motors, sua parceira, anunciaram que planejam construir uma fábrica de carros elétricos na China. De acordo com a agência de notícias Reuters, as instalações terão capacidade de produção de 160 mil carros por ano e irão fabricar veículos das duas companhias.A fábrica deve custar 650 milhões de euros e estima-se que fique pronta em 2022, segundo informou a própria BMW, em comunicado. Nela, serão produzidos automóveis da Great Wall e os modelos Mini, da BMW. O empreendimento conjunto, chamado Spotlight Automotive, empregará três mil pessoas e ficará sediado em Zhangjiagang, perto de Xangai.A Great Wall é a maior fabricante de utilitários esportivos e picapes da China. No início deste mês, a montadora obteve aprovação regulatória doméstica para a construção da nova planta. A empresa também constrói carros para a Ora, uma marca acessível de veículos a bateria em Baoding, cidade onde fica a sede da Great Wall. O chefe de desenvolvimento da BMW, Klaus Froehlich, disse que a Great Wall é um bom parceiro local por causa de sua experiência em eletromobilidade e industrialização no mercado chinês.Montadoras e fornecedoras estão lutando para atender a novas e difíceis cotas chinesas para veículos menos poluentes. Essas regras exigem que os veículos elétricos respondam por um quinto do total de vendas até 2025.Assim como a BMW, a Volkswagen está preparando duas novas fábricas chinesas para a construção de carros elétricos no próximo ano, que terão uma capacidade combinada de 600 mil veículos. A Tesla, por sua vez, busca mais de 500 mil carros por ano, com a construção de uma nova fábrica em Xangai.Neste mês, a BMW começará a produção do primeiro Mini movido a bateria em sua fábrica em Oxford, na Inglaterra. As vendas estão previstas para o primeiro semestre de 2020. A empresa, no entanto, não disse quais modelos serão fabricados na China. A montadora também produzirá o BMW iX3, totalmente elétrico, em sua fábrica em Shenyang, no país asiático, a partir do próximo ano.Via: Automotive News Europe

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios