DMV lucra US$ 50 milhões por ano com venda de dados de motoristas

Uma das principais leis que rege a venda de dados do DMV surgiu de um caso no próprio estado da Califórnia. Os legisladores introduziram a Lei de Proteção à Privacidade do Motorista (DPPA) em 1994, depois que um investigador particular foi contratado por um detetive particular para obter o endereço da atriz Rebecca Schaeffer. A ação resultou na morte da atriz e, desde então, a DPPA foi projetada para restringir o acesso aos dados do DMV.A legislação, no entanto, possui uma ampla variedade de isenções, inclusive para investigadores particulares. Senadores e especialistas em privacidade digital criticaram a venda de dados do departamento, e alguns disseram que a lei deveria ser alterada.  Fonte: Motherboard

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios