Programa de distribuição de bolsas da FSC alcança sucesso total de inscrições de novos acadêmicos

Faculdade FSC vai investir R$1.0 milhão por ano, com as novas bolsas de estudos de nível superior

Candidatas chegaram animadas.

Centenas de jovens desempregados ou sub empregados de baixa renda, lotaram as salas de aulas da Faculdade Santa Cruz de Itaberaba/Ba – FSC, na segunda-feira, 11, para conquistar uma das 750 bolsa integrais ou parciais dos diversos cursos presenciais de nível superior, na esperança de se tornarem acadêmicos universitários, e se qualificarem para o exigente mercado de trabalho, que nestes momentos em que se abrem novas possibilidades diante das medidas do governo brasileiro, para geração de novos empregos.

Dedicação e atenção na hora da redação.

A disputa pelas Bolsas Integrais e Parciais do Programa de Responsabilidade Social da FSC foi bastante animado e ao mesmo tempo tenso, com os candidatos realizando os testes e provas do processo seletivo, que constou de prova de redação, análise documental e entrevista. Os candidatos aprovados às Bolsas Integrais têm entre outras obrigações o desempenho acadêmico, sem reprovação, e o Estágio Voluntário de seis meses em algum órgão de prestação de serviço à comunidade.

Investimentos de R$1.0 milhão ao ano

Novos acadêmicos serão apoiados nos valorizados cursos presenciais da FSC.

Conforme a diretora da FSC, Doutora em educação, Maria Antônia Brandão, “são mais de 700 bolsas sendo ofertadas para os cursos de Enfermagem, Serviço Social, Pedagogia, Administração e Filosofia, e vai ter um investimento de mais de R$1.0 milhão reais, por ano, da mantenedora da instituição. Maria Antonia destaca que a FSC está em busca de novos parceiros para a ampliação do Programa que favorece jovens rurais, afrodescendentes, moradores de assentamentos, deficientes físicos e remanescentes de quilombos.
Os candidatos são jovens procedentes de Itaberaba e demais municípios da região, a exemplo de Boa Vista do Tupim , Rafael Jambeiro, Rui Barbosa, Utinga, Iaçu, e outros municípios da Chapada Diamantina..

Salvador do Paraguaçu

Salvador do Paraguaçu ou Salvador Roger Pereira de Souza, é jornalista editor fundador do periódico O Paraguaçu em circulação desde 1976. Solteiro (divorciado) é um ambientalista dedicado em defesa do Rio Paraguaçu. Para tanto criou a ONG Fundação Paraguaçu, com a qual promove o Projeto Cariangó, que tem por meta o plantio de 1.0 milhão de árvores nativas na região do médio Paraguaçu e Chapada Diamantina. O projeto conta com a participação de empreendedores, muitos voluntários e recebe apoio da Fundação Interamericana - IAF, que firmou o convênio BR-898 com a doação de U$49.0 mil dólares, em apoio a etapa inicial da meta de 1.0 milhão de árvores a serem plantadas em cinco anos. O ano inicial é 2016.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios