Direto da RedaçãoEconomiaFlashGeralNotícias da Chapada Diamantina

TEMER TIRA 19 CIDADES BAIANAS DE PROGRAMA DE INVESTIMENTO EM AEROPORTOS, INCLUSIVE ITABERABA

Temer suspende programa de expansão da aviação comercial.
Temer suspende programa de expansão da aviação comercial.

O novo presidente da República, Michel Temer, decidiu reduzir de 270 para 53 o número de aeroportos que serão beneficiados pelo programa de investimentos federais em aviação regional; na Bahia, 21 cidades seriam contempladas pelo programa, incluindo Salvador, mas o novo formato só mantém Vitória da Conquista e Barreiras; O pacote foi lançado pela ex-presidente cassada Dilma Rousseff (PT), para obras de ampliação a partir de 2017; o ministro dos transportes, Maurício Quintella, diz que a cúpula do governo não viu a necessidade daquela quantidade para dar início ao programa.

21 aeroportos excluídos na Bahia

O presidente Michel Temer (PMDB), decidiu reduzir de 270 para 53 o número de aeroportos que serão beneficiados pelo programa de investimentos federais em aviação regional.

Na Bahia, 21 cidades seriam contempladas pelo programa, incluindo Salvador, mas o novo formato só mantém Vitória da Conquista e Barreiras. O pacote foi lançado pela presidente cassada Dilma Rousseff (PT), para obras de ampliação a partir de 2017.

O ministro dos Transportes, Aviação Civil e Portos, Maurício Quintella Lessa, justificou que a cúpula do governo provisório não viu a necessidade daquela quantidade para dar início ao programa.

“Chegamos à conclusão de que não seriam necessários 270 aeroportos para iniciar um programa realista que atenda aos Estados, à demanda e às empresas”, disse ele ao jornal Folha de São Paulo.

O plano de desenvolvimento da aviação regional foi lançado em dezembro de 2012, com investimento estimado na época de R$ 7,3 bilhões, mas quase nenhum projeto saiu do papel nesse período.

Quintella disse que a nova lista é “bem mais realista” e adequada à situação financeira do governo federal. Com a reformulação do programa, serão necessários R$ 2,4 bilhões para investimentos até 2020. Além dos 53 aeroportos, o governo disse que pretende criar lista com 123 unidades que poderão receber investimentos à medida que a situação econômica melhorar, ou se os Estados assumirem os projetos.

Quintella disse também que o governo exigirá que as cidades escolhidas deverão apresentar garantias de que as leis locais preservarão as áreas no entorno dos aeroportos para que não tornem inviável no futuro o uso dos terminanais por causa de construções inadequadas. Também está em estudo uma parceria com o Sebrae para qualificação dos gestores.

O aeroporto de Itaberaba

Apesar de interditado o gestor do município nada fez para restabelecer o funcionamento do aeroporto.
Apesar de interditado o gestor do município nada fez para restabelecer o funcionamento do aeroporto.

O Aeroporto de Itaberaba ocupa uma posição estratégica para a aviação comercial o desenvolvimento da Bacia Hidrográfica do Rio Paraguaçu, bem como de toda a Chapada Diamantina. Ele foi construído por volta dos anos 90 e ganhou uma reforma significativa em 2010. Ele está situado no KM 4 da rodovia BA-233 (Itaberaba-Ipirá). Sua pista, tem uma média de comprimento equivalente a 1.200 metros e uma largura de 30m. Completamente pavimentada por asfalto, é considerada uma pista própria para decolagens e pousos noturnos. Atualmente, encontra-se interditado pela ANAC, por necessidades de revisão e adequações, sendo proibido o uso e para pousos e decolagens.

Está localizado sob as seguintes coordenadas geográficas: Longitude: -40º 16′ 02″ W; Latitude: -12º 30′ 02″ S; Operação: diurna e noturna; Classificação: Aeroporto Público; Altitude: 283 m.

Com uma boa infraestrutura para receber voos de aviões de pequeno porte, o Aeroporto de Itaberaba é reconhecido pelos setores comerciais como uma ferramenta indispensável para alavancar os atuais níveis de desenvolvimento econômico local. No presente momento, a classe política deve se articular no sentido de evitar que o Governo Temer anule de vez os investimentos previstos para que a aviação comercial chegue a Itaberaba. (Com informações do Brasillink.net).

Pequenas aeronaves pousavam com eficiência no aeroporto local.
Pequenas aeronaves pousavam com eficiência no aeroporto local.

Salvador do Paraguaçu

Salvador do Paraguaçu ou Salvador Roger Pereira de Souza, é jornalista editor fundador do periódico O Paraguaçu em circulação desde 1976. Solteiro (divorciado) é um ambientalista dedicado em defesa do Rio Paraguaçu. Para tanto criou a ONG Fundação Paraguaçu, com a qual promove o Projeto Cariangó, que tem por meta o plantio de 1.0 milhão de árvores nativas na região do médio Paraguaçu e Chapada Diamantina. O projeto conta com a participação de empreendedores, muitos voluntários e recebe apoio da Fundação Interamericana - IAF, que firmou o convênio BR-898 com a doação de U$49.0 mil dólares, em apoio a etapa inicial da meta de 1.0 milhão de árvores a serem plantadas em cinco anos. O ano inicial é 2016.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close