Direto da RedaçãoFlashItaberabaMeio AmbienteNotícias da Chapada Diamantina

SEMA e INEMA confirmam participação no Iº Encontro Regional de Preservação de APP do Rio Paraguaçu

O evento acontecerá no sábado, 25/11, no Distrito de João Amaro, em Iaçu/Ba

Em reunião com dirigentes da SEMA, Silvana Canário, Salvador, Murilo Figueredo e Pablo Rabelo, foi confirmada a participação dos órgãos ambientais do Estado.

Realizando verdadeira peregrinação junto aos órgãos de gestão ambiental na capital baiana, o jornalista e ambientalista Salvador Pereira de Souza Roger, recebeu a confirmação da participação das representações do Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos – INEMA e da Secretaria Estadual do Meio Ambiente – SEMA, na mesa de trabalhos do lº Encontro de Preservação de APP do Rio Paraguaçu, programado para realizar-se no sábado, 25/11, às 9h00 da manhã, nas Escola Municipal Maria José, no Distrito de João Amaro, no município de Iaçu.

Salvador Roger foi recebido por Murilo Figueredo Campos de Jesus, Diretor de Políticas de Biodiversidade e Florestas da SEMA, além dos técnicos e dirigentes Pablo Rabelo, do Desenvolvimento Florestal e Silvana Canário, da Diretoria de Educação Ambiental. Visitando o gabinete do secretário José Geraldo dos Reis Santos, a assessora do gabinete Seiva Chaves também fortaleceu a participação da SEMA no evento.

O diretor da SEMA, Murilo Figueredo, é defensor do exito do Projeto Cariangó.

“Esse esforço do Projeto Cariangó, realizado com intensa participação da coletividade, merece todo apoio dos órgãos públicos, pois o Estado sozinho não resolverá o problema ambiental”, disse Murilo Figueiredo. Entusiasta das ações da Fundação Paraguaçu, ele acompanhou Salvador Roger até o gabinete do INEMA, onde a jornalista Wilma Nascimento, coordenadora da Ascom, em nome da diretora geral Márcia Teles, anunciou a participação da equipe do órgão de fiscalização ambiental.

Reduzir o impacto ambiental

Situado na margem do Rio Paraguaçu, o Distrito de João Amaro foi escolhido para sediar o evento por sua posição estratégica, convergindo com as fronteiras dos três municípios de Itaberaba, Iaçu e Boa Vista do Tupim, onde ocorrem altos índices de desmatamento com destruição das Áreas de Preservação Permanente – APP das margens do rio, bem como a extinção das reservas legais das propriedades, levando a região do médio Paraguaçu ao risco da desertificação.

Levantamentos do Ministério Público do meio ambiente de Itaberaba, alertam para o risco da desertificação da região.

O evento tem por objetivo unir os produtores rurais, fazendeiros ribeirinhos e os prefeitos dos municípios, a fortalecerem o Projeto Cariangó que é desenvolvido pela conceituada Ong Fundação Paraguaçu, que produzirá mudas nativas suficientes para atender as necessidades de recuperação ambiental das áreas degradadas.

Conforme o ambientalista Salvador do Paraguaçu, “havendo a união dos produtores, prefeituras, órgãos ambientais e a nossa coletividade, será possível plantarmos 1.0 milhão de árvores para reduzir o desmatamento que ameaça nosso Rio Paraguaçu”.

Salvador do Paraguaçu

Salvador do Paraguaçu ou Salvador Roger Pereira de Souza, é jornalista editor fundador do periódico O Paraguaçu em circulação desde 1976. Solteiro (divorciado) é um ambientalista dedicado em defesa do Rio Paraguaçu. Para tanto criou a ONG Fundação Paraguaçu, com a qual promove o Projeto Cariangó, que tem por meta o plantio de 1.0 milhão de árvores nativas na região do médio Paraguaçu e Chapada Diamantina. O projeto conta com a participação de empreendedores, muitos voluntários e recebe apoio da Fundação Interamericana - IAF, que firmou o convênio BR-898 com a doação de U$49.0 mil dólares, em apoio a etapa inicial da meta de 1.0 milhão de árvores a serem plantadas em cinco anos. O ano inicial é 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close