CulturaDireto da RedaçãoFlashItaberaba

O Circo, espetáculo de dança empolgou os expectadores em Itaberaba

O espetáculo dividido em dois atos traçou um enredo de amor entre duas bailarinas e o garboso malabarista do Circo, com final inusitado

Show de luzes, bailados e dança moderna, em espetáculo de muito glamour.

Muito charme, cores, ritmo e harmonia dos movimentos de dançarinos e bailarinas, empolgaram a plateia que lotou o auditório do Colégio Modelo de Itaberaba, no final da tarde deste domingo, 10, para assistir ao espetáculo de dança, O Circo, realizado pelo Estúdio de Dança DRS. Sob a direção da odontóloga e bailarina, Djenane Aragão Pereira dos Santos e a coreografa Sara Gonsalves de Jesus, as cenas de ballet e dança moderna, motivaram emoções e aplausos de pais, mães e convidados da plateia superlotada.

Movimentos atraentes e graciosos entre bailarinas e dançarinos.

Conto moderno

O espetáculo dividido em dois atos traçou um enredo de amor entre duas bailarinas e o garboso malabarista do Circo, que ao final, ansioso por manter o trio amoroso, ficou sozinho no proscênio, após um bailado de intensos movimentos amorosos.

Emocionada, Djenane agradece durante os solos e bailados.,

No Ato I, o encanto tomou conta da plateia quando pequenas bailarinas, de 3 a cinco anos,  bailaram os passos graciosos do Ballet, emocionando pais, mães e convidados.

As pequeninas bailarinas mostraram ritmo e graça no Ballet.

A harmonia dos movimentos, o musical de época e a beleza do figurino, em cores intensas e coloridos suavizados pelo azul e branco, mereceu os cuidados coreográficos de Djenane, com texto de Ernesto Jazade e as apresentações das cenas aos cuidados do ator Rafael Assunção da Costa e Silva.

No conto moderno, o bailar entre o amor e a desilusão.
O casal de pias, Milena e Emerson, paparicando Milena, pós a ribalta.
Luzes e cores no bailado das fitas, motivou a plateia.
Empolgado, o casal Melissa e Ronaldo, abraçam Isabel, pós flutuar no Ballet.
Momento de mágica e equilíbrio de O Circo.

Salvador do Paraguaçu

Salvador do Paraguaçu ou Salvador Roger Pereira de Souza, é jornalista editor fundador do periódico O Paraguaçu em circulação desde 1976. Solteiro (divorciado) é um ambientalista dedicado em defesa do Rio Paraguaçu. Para tanto criou a ONG Fundação Paraguaçu, com a qual promove o Projeto Cariangó, que tem por meta o plantio de 1.0 milhão de árvores nativas na região do médio Paraguaçu e Chapada Diamantina. O projeto conta com a participação de empreendedores, muitos voluntários e recebe apoio da Fundação Interamericana - IAF, que firmou o convênio BR-898 com a doação de U$49.0 mil dólares, em apoio a etapa inicial da meta de 1.0 milhão de árvores a serem plantadas em cinco anos. O ano inicial é 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *