FlashIaçuNotícias da Chapada Diamantina

Iaçu comemora 59 anos com passeio ciclístico e Missa em Ação de Graças

O imponente Portal de Iaçu, semelhante ao Portão de Brandemburgo na Alemanha, foi edificado pelo prefeito Adelson Oliveira, em sua segunda gestão, tornando-se uma referência da cidade,

Na próxima segunda-feira, 14, a cidade de Iaçu estará em festa para comemorar os 59 anos de sua  emancipação politico administrativa. Para tanto a Prefeitura Municipal montou uma animada programação que vai desde o Passeio Ciclístico no domingo, 13, com centenas de atletas e familiares, até a Missa Solene em Ação de Graças na tarde das segunda –feira, dia do  feriado da emancipação, somando-se às muitas manifestações de solidariedade cívica.

O prefeito Adelson Oliveira convida a todos os iaçuenses para participar das celebrações da cidade.

No domingo acontecerá pela manhã o animado passeio ciclístico por toda a cidade, a partir das 8h00 da manhã, quando centenas de ciclistas e familiares de todas as idades estarão pedalando numa demonstração de alegria e vida saudável. “Agente sente brilhar a esperança nos olhos do povo iaçuense que agora reencontrou o sonho novo de uma cidade desenvolvida, mais humana, integrada e mais saudável”, disse o prefeito Adelson Souza de Oliveira, ao receber abraços dos amigos e admiradores nesta semana da efeméride.

Missa Solene

Convite Oficial convidando a todos os cidadãos, circula nas redes sociais.

A segunda feira será marcada pelo ato cívico do hasteamento das bandeiras pelas autoridades e a sociedade presente, seguindo-se da Missa Solene em Ação de Graças, às 15h00, na Praça dos Ferroviários. A celebração será conduzida pelo Pe. Célio Braga, que coordena a Paróquia do Sagrado Coração de Jesus de Iaçu.

História

Ciclistas vem sendo mobilizados para vir com suas bicicletas para o Passeio Ciclístico da Cidade.

Na época do Brasil colonial esta região do médio Paraguaçu, era primitivamente habitada pelos índios cariris, sabujás na margem esquerda do rio.

O povoamento do território iniciou-se no século XIX, por aventureiros à procura de terras férteis para a agricultura.

Até o início da década de 1920, o lugar onde se localiza a cidade era apenas a fazenda “Sítio Novo″, de propriedade da família Medrado, que até os dias atuais mantem a sede da fazenda na cidade, à margem do Rio Paraguaçu.  A partir de 1920, com a chegada dos trilhos da Rede Ferroviária Federal Leste Brasileiro – RFFSA, formou-se o povoado Sítio Novo, que elevado à condição de Vila de Sítio Novo, em 1922.

Iaçu antiga, na fase da emancipação, bucólica e iminentemente agrícola. (Foto do Blogiaçutempo)  

Em 1938, alterou-se o topônimo para Paraguaçu.

Um movimento emancipacionista encabeçado por lideranças comunitárias locais provocou a criação do município em 14 de agosto de 1958, mudando-se o nome para Iaçu. Este topônimo aprovado pela Assembleia Legislativa da Bahia originou-se da língua dos índios Tupy, utilizando-se expressão ″y-açu″, que significa ″rio grande″.

Salvador do Paraguaçu

Salvador do Paraguaçu ou Salvador Roger Pereira de Souza, é jornalista editor fundador do periódico O Paraguaçu em circulação desde 1976. Solteiro (divorciado) é um ambientalista dedicado em defesa do Rio Paraguaçu. Para tanto criou a ONG Fundação Paraguaçu, com a qual promove o Projeto Cariangó, que tem por meta o plantio de 1.0 milhão de árvores nativas na região do médio Paraguaçu e Chapada Diamantina. O projeto conta com a participação de empreendedores, muitos voluntários e recebe apoio da Fundação Interamericana - IAF, que firmou o convênio BR-898 com a doação de U$49.0 mil dólares, em apoio a etapa inicial da meta de 1.0 milhão de árvores a serem plantadas em cinco anos. O ano inicial é 2016.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close