Home » Concurso » Exército abre 67 vagas de nível superior para oficiais e capelães

Exército abre 67 vagas de nível superior para oficiais e capelães

Oficiais do exercito em desfile.
Oficiais e recrutas do exercito em desfile.

O Exército abriu inscrições para 67 vagas para o curso de formação de oficiais do quadro complementar e para o estágio de instrução e adaptação para o ingresso no quadro de capelães militares. As oportunidades são para candidatos com nível superior.

Oficiais
Para o curso de formação de oficiais do quadro complementar em 2016 são 63 vagas. As oportunidades são para as áreas de administração (5), assistência social (4) ciências contábeis (5), direito (10), enfermagem (15), fisioterapia (4), fonoaudiologia (2), informática (10), nutrição (2), psicologia (2), terapia ocupacional (2) e veterinária (2).

Os candidatos devem ter graduação na área de atuação, ter no máximo 36 anos até 31 de dezembro do ano da matrícula e altura mínima de 1,60 m para candidatos do sexo masculino e de 1,55 m para o sexo feminino.

Capelães
Para o quadro de capelães militares são quatro vagas, sendo três vagas para sacerdote católico romano e uma para pastor evangélico. Os interessados devem ter entre 30 e 40 anos (até 31 de dezembro do ano da matrícula), além de curso de formação teológica regular e pelo menos três anos de atividades pastorais.

O estágio será desenvolvido em três períodos, sendo o primeiro na Academia Militar das Agulhas Negras, o segundo na Escola de Sargentos das Armas e o terceiro na guarnição onde o capelão será classificado.

Inscrições
Os interessados devem fazer as inscrições até o dia 7 de agosto pelo site www.esfcex.ensino.eb.br/esfcex. A taxa de inscrição é de R$ 120.

O processo seletivo é composto por exame intelectual, inspeção de saúde, exame de aptidão física, revisão médica e comprovação dos requisitos biográficos dos candidatos. A prova será aplicada no dia 13 de setembro. Fonte: g1.globo.com

Sobre Salvador do Paraguaçu

Salvador do Paraguaçu ou Salvador Roger Pereira de Souza, é jornalista editor fundador do periódico O Paraguaçu em circulação desde 1976. Solteiro (divorciado) é um ambientalista dedicado em defesa do Rio Paraguaçu. Para tanto criou a ONG Fundação Paraguaçu, com a qual promove o Projeto Cariangó, que tem por meta o plantio de 1.0 milhão de árvores nativas na região do médio Paraguaçu e Chapada Diamantina. O projeto conta com a participação de empreendedores, muitos voluntários e recebe apoio da Fundação Interamericana - IAF, que firmou o convênio BR-898 com a doação de U$49.0 mil dólares, em apoio a etapa inicial da meta de 1.0 milhão de árvores a serem plantadas em cinco anos. O ano inicial é 2016.

Além disso, verifique

A BrazilFoundation é reconhecida pela revista Exame como uma das Melhores ONGs do Brasil!

A BrazilFoundation, uma entidade brasileira em atuação há 17 anos, foi reconhecida como uma das 100 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *