Home » Boa Vista do Tupim » Agricultores familiares são capacitados na produção de hortas orgânicas em Boa Vista do Tupim

Agricultores familiares são capacitados na produção de hortas orgânicas em Boa Vista do Tupim

Aulas práticas foram conduzidas nos viveiros e nas comunidades dos assentados.

A agricultura orgânica, livre de agrotóxicos e defensivos agrícolas, é uma das metas da Prefeitura Municipal de Boa Vista do Tupim, para assegurar a produção de alimentos saudáveis e mais valorizados. Para alcançar este objetivo, através da Secretaria Municipal de Agricultura vem sendo realizado Cursos para técnicas de plantio e manejo de hortas orgânicas, junto aos assentamentos do Incra e comunidades rurais, envolvendo jovens e adultos das famílias agrícolas do município.

Agricultores familiares de Macambira e Crispim conheceram técnicas do manejo e produção orgânica.

Na sexta-feira, 27, muitos produtores participaram pelo 3° dia, do curso produção de hortas orgânicas, envolvendo agricultores dos assentamentos do Crispim, Macambira e  entorno da Barragem do Açude Riacho dos Poços, onde são cultivadas pequenas hortas irrigadas.

Atividades de campo facilitaram a transmissão das técnicas de plantio orgânico.

Para a realização do Programa de Incentivo da Agricultura Orgânica, o Governo da Reconstrução firmou parceria entre a Secretaria Municipal de Agricultura e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Boa Vista do Tupim, com a participação do SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e a Escola Família Agrícola, que mantem a unidade de ensino na cidade sustentada pela municipalidade.

Agrônomos e técnicos transmitiram noções teóricas e praticas nas salas da Escola Família Agrícola.

Sobre Salvador do Paraguaçu

Salvador do Paraguaçu ou Salvador Roger Pereira de Souza, é jornalista editor fundador do periódico O Paraguaçu em circulação desde 1976. Solteiro (divorciado) é um ambientalista dedicado em defesa do Rio Paraguaçu. Para tanto criou a ONG Fundação Paraguaçu, com a qual promove o Projeto Cariangó, que tem por meta o plantio de 1.0 milhão de árvores nativas na região do médio Paraguaçu e Chapada Diamantina. O projeto conta com a participação de empreendedores, muitos voluntários e recebe apoio da Fundação Interamericana - IAF, que firmou o convênio BR-898 com a doação de U$49.0 mil dólares, em apoio a etapa inicial da meta de 1.0 milhão de árvores a serem plantadas em cinco anos. O ano inicial é 2016.

Além disso, verifique

Produtos da agricultura familiar fortalecem a merenda escolar de Milagres

Dezenas de agricultores familiares do interior do município de Milagres já estarão sendo beneficiados pela …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *